Como fazer números em numeração romana

Embora o sistema romano pareça ser baseado em letras do alfabeto, não foi assim que ele começou. O I (1 em árabe) era originariamente um simples traço correspondente a um dedo, visto que a contagem mais antiga era feita pelos dedos. O V (5) era a imagem tosca de uma mão, enquanto o X correspondia a dois VV, ou duas mãos. significando 10. Mais tarde, foram introduzidas letras para representarem números maiores, como o C para 100 (centum em latim). O princípio básico da numeração romana é o seguinte: quando um número mais pequeno está atrás de um maior, aquele subtrai-se a este. Quando um número mais pequeno se segue a um maior, somam-se os dois. Pode ver como a ideia funciona nos 10 primeiros números, que são I, II, III, IV. V, VI, VII, VIII, IX e X. Assim, 4 é IV (V menos I) e 6 é VI (V mais I). Uma letra dobrada repete o seu valor: assim, XX é 20 (10 + 10) e XXX é 30 (10 + 10 + 10). Os outros números são L para 50. D para 500 e M para 1000. Assim, 40 é XL; 60, 70, 80 são LX, LXX, LXXX, e 90 é XC. O ano de 1988 escreve-se MCMLXXXVIII. As letras V, L e D nunca se repetem, visto que X, C e M desempenham essa função. Por exemplo: X, e não VV; C, e não LL; M, e não DD. Um traço por cima de um número multiplica o seu valor por 1000; X é 10 000 e CMXLIV é 944 000.


Adicionar Comentário