Eczema, como enfrentar e evitar este problema de pele

Existem cinco tipos desta vulgar doença de pele, também chamada dermite. Todos se caracterizam pelo prurido, a vermelhidão da pele e a tumefacção que conduzem à formação de bolhas que supuram e por vezes infectam, deixando a pele coberta de crostas ou escamas.

Cerca de 90% dos casos de eczema aparecem na primeira infância e metade desaparecem até à idade de 2 anos. Só um pequeno número de casos atinge as pessoas na idade adulta.

Causas e tratamento

Um dos tipos, o eczema de contacto, pode ser causado pelo contacto das mãos com substâncias irritantes, como produtos químicos, detergentes, tintas, brincos e pulseiras de fantasia e mesmo por plantas de jardim. Os cosméticos e os desodorizantes podem causar eczema no rosto e no corpo. O eczema de contacto desaparece quando a substância irritante é identificada e evitada. Quando a causa for indefinida, o médico pode fazer testes cutâneos para diagnosticar a causa.

Outro tipo de eczema é o atópico, o mais vulgar nas crianças e que afecta com frequência pessoas com uma história familiar de asma e rinite alérgica. O eczema atópico crónico pode ser evitado com a eliminação dos factores climáticos ou emocionais que provocam os ataques. Não use lã em contacto directo com a pele. Mantenha o seu quarto o mais limpo de pó possível e nao utilize almofadas de penas.

A fase inicial da inflamação que precede a formação de bolhas pode ser tratada com loção de calamina. O médico poderá receitar pomadas à base de corticosteroides e sedativos, a fim de reduzir a irritação e evitar que o doente se coce, especialmente à noite, em que o calor da cama aumenta o prurido.


Adicionar Comentário