Como tratar mordeduras e picadas

Saber tratar de mordeduras e picadas da melhor forma pode fazer toda a diferença para a sua saúde. Podemos distinguir as mordeduras em dois tipos distintos: as que são provocadas por seres não venenosos e as que são provocadas por seres venenosos, frequentemente cobras e insetos.

As picadas podem ser causadas, na maioria, por insetos, alguns peixes, alforrecas e até plantas. A picada é frequentemente seguida por dor, vermelhidão e edema no local da picada. Em alguns casos mais graves, a picada pode causar reacções alérgicas agressivas, que podem apresentar associados sintomas como vómitos, náuseas e erupções cutânea por todo o corpo.

Mordeduras de animais

Quando provocadas por animais não venenosos, as mordeduras são simples de tratar. Contudo, quando não é efetuado o tratamento mais adequado, estas podem mesmo acabar por infectar,dando azo a outras complicações sérias.

Tratar mordeduras de animais

  1. Comece por limpar muito bem a zona da mordedura com água limpa ou um produto desinfectante não muito forte. Seque cuidadosamente a zona afetada, limpando sempre para fora do ferimento e nunca para dentro. Cubra com uma compressa limpa a zona afetada.
  2. De seguida, fixe a compressa com uma ligadura ou adesivo. No caso da mordedura ter provocado um ferimento aberto, é aconselhável que a vítima seja transportada a um centro de saúde ou hospital, pois poderá necessitar de injeções contra o tétano ou de antibióticos.

Mordeduras de carraça

Eliminar uma carraça nem sempre é uma tarefa fácil, principalmente se não sabe qual a melhor forma de o fazer, mas não é de todo uma tarefa impossível. Sugerimos a seguinte técnica.

Tratar mordeduras de carraça

  1. Se a carraça ainda estiver agarrada à pele, então pode removê-la com recurso a uma pinça. Segure a carraça pela extremidade em que ela se fixa na pele e faça um movimento lento, mas firme, para retirá-la. Evite sempre segurar pelo meio do corpo.
  2. Lave o local da mordedura com sabão e água morna. Enxagúe e seque com cuidado, limpando sempre para baixo e para fora do ferimento. Para finalizar, aplique uma pomada anti-histamínica.
  3. Caso a pessoa sinta febre, enjoo, ou qualquer outro tipo de sintoma estranho nas 23 horas seguintes a mordida, é recomendado que se procure um médico.

Mordeduras de cobra

Algumas mordeduras de cobra podem ser muito graves, especialmente se forem venenosas, necessitando de tratamento de urgência e assistência médica!

Tratar mordeduras de cobra

  1. Coloque a vítima numa posição confortável e tente tranquilizá-la. Não convém que a vítima se movimente demasiado.
  2. Remova qualquer veneno ou sangue em volta do ferimento, limpando sempre para fora do ferimento e nunca para dentro. Evite levantar a perna ou o braço ferido, pois só vai fazer com que o veneno se espalhe mais rapidamente pelo corpo.
  3. Coloque um penso ou uma compressa esterilizada sobre a ferida. Nunca corte os bordos da mordedura ou tente cauterizá-la, pois pode agravar ainda mais a situação.
  4. Ligue o ferimento com uma ligadura e chame rapidamente os serviços médicos.

Picadas de insetos

No caso de picadas de insectos, como picada de abelha ou vespa, se a vítima sofrer uma reação muito forte ou a picada parecer infetada, então deve consultar imediatamente um médico.

Tratar picadas de insetos

  1. Se se tratar da picada de uma abelha, com recurso a uma pinça ou agulha esterilizada, extraia o ferrão e a bolsa de veneno do local da picada. Nunca esprema a bolsa de veneno.
  2. No caso de picada de vespa, aplique uma pomada anti-histamínica.

Adicionar Comentário