Como fazer fogueiras mesmo com lenha húmida

Apanhe ramos caídos ou mortos e com um machado corte a madeira em pedaços com cerca de 1 m de comprimento. Não corte ramos ou árvores vivos: além de ser uma atitude destruidora, esta madeira fará muito fumo e não arderá bem.

As fogueiras mais laceis de fazer são:

Em pirâmide. Esta é a melhor fonte de calor: começa a arder lentamente e depois mantém-se durante muito tempo sem espalhar faúlhas. Comece por juntar pedaços de papel, gravetos, pinhas, cascas secas de árvore (acendalhas) e ponha cm pilha. Coloque duas achas de lenha, uma de cada lado da pilha que formou c apenas tocando-a. Ponha mais duas achas perpendicularmente às primeiras, perto das extremidades.

Ponha por cima umas das outras cinco ou seis camadas de madeira ao comprimento e à largura alternadamente. Por fim, cubra com quatro ou cinco achas atravessadas sobre a última camada e mais duas de través sobre aquelas. Deite fogo às acendalhas.

Em cone

É uma boa fogueira para cozinhar: acende-se rapidamente, mesmo quando a lenha está húmida, e proporciona uma chama pequena c concentrada. Disponha as acendalhas – pedaços de papel, gravetos, etc. – e em volta, formando um círculo, as achas ao alto e inclinadas para dentro.

Se a lenha estiver húmida, utilize uma faca aguçada para, na casca de alguns ramos, levantar umas «escamas», como se vè na figura. Ponha-os ao alto por dentro do cone, junto das acendalhas. Uma vez estas incendiadas, também os ramos com «escamas» pegarão fogo rapidamente.

Nunca deixe uma fogueira sem ninguém ao pé. Para apagar o fogo, deite água suficiente para os restos da fogueira ficarem bem molhados ou cubra-os com terra ou areia. Enterre toda a lenha chamuscada que tiver restado. Alise o chão.

ATENÇÃO

Em muitas zonas são proibidas as fogueiras; informe-se antes de fazer uma, e nunca faça fogueiras em florestas ou terrenos particulares.


Adicionar Comentário