Use o empréstimo a estudantes como último recurso

Os empréstimos a estudantes estão cada vez mais a tornar-se um problema para os alunos.

Por um lado, estes empréstimos podem ajudar os alunos que não poderiam de outra maneira frequentar um estabelecimento de ensino superior .

Por outro lado, porém, os empréstimos a estudantes são uma obrigação terrível para se ter mal se acabam os estudos.

Embora seja verdade que a maioria dos empréstimos não têm que ser pagos antes da graduação, os meses a seguir geralmente representam algumas responsabilidades financeiras de grande porte.

Muitos graduados querem ou precisam de um carro, um bom trabalho e, possivelmente, uma casa.

Cada uma dessas coisas requer uma boa pontuação de crédito, e empréstimos a estudantes de grandes dimensões, não só exigem maiores reembolsos mensais, mas também podem afectar a sua pontuação devido ao uso abusivo do crédito.

Com as propinas a subir, os empréstimos a estudantes de grandes dimensões estão a tornar-se numa norma, levando a dificuldades financeiras para muitos estudantes.

Para evitar isso, você deve tirar o menor empréstimo que você puder, e usar outras formas de auxílio financeiro, como um emprego, poupança, bolsas de estudo, entre outros, de modo a compensar o resto de sua matrícula e das despesas.

Você deve usar os empréstimos como última – e não como a primeira – alternativa.

Os empréstimos a estudantes são um investimento no seu futuro, já que eles podem ajudar a obter um grau de educação que você precisa de modo a obter uma grande e gratificante carreira.

No entanto, estes empréstimos são uma grave responsabilidade financeira a longo prazo.

Eles não devem ser feitos de ânimo leve. Se precisa de um empréstimo para pagar a faculdade, você deve obter o menor empréstimo possível, e tentar obter os melhores prazos e taxas.

Em geral, com base nas necessidades, os empréstimos a estudantes são subsidiados pelo governo, o que, na maior parte dos casos, significa melhores condições e taxas.

Depois disso, o aluno pode conseguir empréstimos de financiadores privados com taxas decentes.

Empréstimos pessoais e cartões de crédito só devem ser usados quando absolutamente necessários para pagar a sua educação, isto porque estes tendem a ter taxas de juros mais altas e exigem que você os comece a pagar imediatamente.


Adicionar Comentário