Como contratar escritores terceirizados e quais os cuidados a ter


Uma das maiores funções secundárias mais terceirizadas por muitos donos de negócios autônomos, incluindo Internet marketers, são funções de escrita. Os Internet marketers frequentemente englobam o maior grupo de donos de negócios em vez de terceirizarem as funções de escrita para profissionais competentes. Porquê? A MAIORIA das pessoas tem dificuldades com a escrita, a menos claro que a escrita seja sua profissão. Você pode terceirizar de forma fácil e barata qualquer função que requeira escritores sem problemas.

Aqui estão algumas outras ótimas razões para contratar escritores para ajudarem você com uma função:

  • Bons escritores podem te dar uma perspectiva fresca.
  • Bons escritores podem te dar uma visão de fora sobre algo com que você esteja trabalhando.
  • Um bom escritor pode fornecer talento especializado que você pode não encontrar em outro lugar.

Quando você terceiriza funções de escrita a profissionais, você poupa tempo e dinheiro e pode investir sua energia em planejamento estratégico em outras tarefas que você faz melhor (como marketing).

terceirização

Que exemplos de funções de escrita pode ser terceirizadas?

  • Escrita de cartas de venda.
  • Conteúdo web.
  • Escrita de artigos.
  • Copywriting geral (incluindo mala direta).
  • Escrita de e-mails e resposta automática.
  • Escrita de livros e e-books.
  • Escrita de panfletos e brochuras.
  • Escrita de Newsletter.

Algumas pessoas até consideram contratar uma equipe de escritores para garantir que conseguem o trabalho que precisam de forma rápida, eficiente e fácil.

Contratando Trabalhadores Honestos

Os maiores problemas que você pode encontrar quando estiver contratando trabalhadores autônomos através de sites, mesmo os de reputação, é ter a certeza de que eles vão entregar o que foi prometido no prazo estipulado e assegurando que o trabalho é original.

Muitas pessoas e empresas estão agora criando perfis uma vez que os provedores de serviços plagiam material ou usam o mesmo material repetidamente, basicamente revendendo o trabalho que ofereceram a você sem seu consentimento. Isso pode levar a muitas complicações e problemas ao longo do tempo.

Muitas pessoas não têm experiência de escrita mas elaboram perfis e currículos complexos dizendo que conseguem escrever. A escrita, como qualquer outra profissão, é uma arte que leva tempo para ser aprendida. Você não pode simplesmente se dizer um escritor e esperar pelo melhor. Como você ultrapassa esse obstáculo e garante que você contrata um escritor competente? Existem várias formas.

O maior problema associado com a contratação de trabalhadores autônomos para escrita de material são violações de direitos autorais e plágio. Vejamos cada um desses elementos mais especificamente.

terceirização

Termos de Direitos Autorais

Grande parte dos Internet marketers e outros profissionais autônomos contratam escritores numa base de “trabalho por encomenda”. Isso significa que eles estão interessados em comprar todos os direitos de um trabalho ou a maior parte deles. Isso normalmente significa que o escritor não pode usar o mesmo material e vendê-lo para alguém ou reutilizar essa informação para seus próprios interesses.

O que você deve fazer num mundo ideal é fazer com que o escritor se inscreva num projeto e ofereça a você todos os direitos ou a maior parte dos direitos associados a um projeto de escrita. Alguns compradores irão oferecer ao escritor direitos de distribuição, o que significa que você como comprador retém todos os direitos do trabalho, incluindo o direito de distribuir livremente o trabalho sob seu nome e alterá-lo mas o escritor pode distribuir o trabalho para te ajudar a comercializá-lo ou criar a marca no trabalho.

Ghostwriting
O termo “ghostwriting” se refere a contratar trabalhadores autônomos ou escritores para escrever para você por uma taxa.

Normalmente quando você faz um acordo de ghostwriting você compra todos os direitos do ghostwriter. Porém, esse não é sempre o caso, e nem sempre é a melhor forma de maximizar seus lucros. Alguns proprietários de negócios permitem que o ghostwriter coloque o nome dele no trabalho, para que eles possam construir sua reputação como escritores. Eles não recebem quaisquer royalties pelas vendas do trabalho mas o nome deles é associado ao mesmo por isso eles ganham uma reputação por entregar um material de alta qualidade.

Os tipos de direitos que você compra de um trabalhador autônomo pode variar de pessoa para pessoa. Sua meta deve incluir claramente a definição de quais direitos você está comprando do escritor. Você pode fazer isso criando um contrato com o escritor para que ambos saibam exatamente o que esperam ganhar com o projeto. Isso irá ajudar a evitar confusão e desentendimentos desagradáveis ao longo do caminho.

Plágio
Um dos maiores problemas que os compradores têm quando contratam escritores, mesmo de sites profissionais, é o plágio. É importante que você se proteja de violações de direitos autorais. Alguns escritores antiéticos podem simplesmente plagiar ou copiar trabalho da internet e vendê-lo como se fosse deles. Você deve ficar alerta com “escritores” que conscientemente copiam trabalhos de outros senão você pode ter sérios problemas no futuro.

Você pode achar que está recebendo um produto de qualidade por um preço justo, mas pode descobrir mais tarde que alguém é dono do material, ou pior ainda, que o escritor fez plágio. Isso acontece muitas vezes quando você contrata escritores ou trabalhadores autônomos que oferecem preços baixos por um trabalho. Lembre-se, quando se trata de prestadores de serviços, você tem aquilo que paga. Se alguém se oferece para te entregar um guia de 100 páginas por apenas $210, e entrega o guia da noite para o dia, você pode receber um trabalho de baixa qualidade.

terceirização

Como você sabe se o trabalho que está recebendo é original?

Felizmente, existem muitos locais na internet em que você pode verificar a originalidade do trabalho. Eis um exemplo:

Copyscape – http://www.copyscape.com – esse site te dá a oportunidade de enviar a escrita ou o trabalho fornecido por um escritor e verifica se ele corresponde a algo na internet ou em publicações. Você fica sabendo se o escritor plagiou todo o trabalho de algum lugar. Tudo o que você tem que fazer é postar seu material da internet e clicar em go. O Copyscape então verifica se existem palavras repetidas na internet.

Agora, tenha em mente, que você pode encontrar algumas sentenças ou rases que parecem copiadas mas é mais provável que isso seja uma coincidência do que ter sido plágio. Um trabalho pode ser 100% original mas ainda conter algumas frases comumente usadas. O que você deve ter em atenção são páginas inteiras ou manuscritos em que 50% ou mais do material é copiado palavra por palavra.

Turnitin – http://www.turnitin.com/static/home.html – esse site foca principalmente na revisão de trabalhos acadêmicos para assegurar a sua originalidade e garantir que o escritor não o copiou de outras fontes.

O Que Fazer Se Você Descobrir Que Um Trabalhador “Trapaceou.”

Se você descobrir que o escritor ou outro trabalhador com quem você trabalhou plagiou ou roubou trabalho de outro local, você pode dar ao escritor o benefício da dúvida. Primeiro, diga a ele que você reviu o trabalho e os resultados sugerem que o trabalho pode não ser original. Pergunte-lhe se ele pode citar suas fontes. Pode existir um bom motivo para o material parecer roubado, quando ele pode ser original.

Se você conseguir verificar que o trabalhador plagiou, você terá que falar com ele imediatamente. Dependendo de suas metas, você poderá:

  • Pedir um reembolso e dar um mau feedback.
  • Pedir uma reescrita e dar uma segunda oportunidade ao indivíduo.
  • Informar a plataforma na qual você está trabalhando de que o escritor fornece serviços ilegítimos (como no Elance, você pode contactar o atendimento ao cliente).

Aqui está um ponto importante a retirar de tudo isso. Se você pagar adiantado a um trabalhador por um trabalho e depois descobrir que o trabalhador plagiou grande parte do mesmo, você pode estar com azar. Você pode não receber seu dinheiro de volta. Prestadores de serviços de reputação muitas vezes pedem entre 20-50% do pagamento quando trabalham com um cliente pela primeira vez. Essa é uma prática aceitável, e ajuda a construir uma relação de confiança e respeito.

Faça um contrato e uma declaração de trabalho que defina seu projeto. Isso reduz seus riscos de ter problemas e define quais são as responsabilidades do trabalhador e o que acontece na possibilidade de ocorrer plágio ou de serem descobertas outras práticas enganosas de trabalho.

Agora que sabemos um pouco mais sobre contratar escritores, falemos no próximo artigo um pouco mais sobre contratar programadores e especialistas de software, já que esta é outra função geralmente terceirizada que grande parte dos marketers e outros profissionais precisam ver cumprida.


Adicionar Comentário