Como prevenir obesidade infantil

O problema da obesidade infantil tem vindo a ser cada vez mais discutido. A taxa de obesidade infantil está a aumentar de forma alarmante em todo o mundo.  É uma das doenças nutricionais que tem crescido mais, atingindo todos os tipos de população e faixas de idade.

Por isso, é absolutamente essencial encontrar estratégias que combatam este problema, que podem começar por uma mudança de mentalidade tanto de pais, como de educadores.

Adicionalmente, as crianças precisam de ser ensinadas a fazerem as escolhas acertadas no que diz respeito à sua própria alimentação.

Se seguida, enumeramos algumas dicas para conseguir prevenir este problema.

 

 

  1. Gestação – A prevenção para a obesidade infantil começa logo na gestação. A mãe deve optar por ter uma dieta equilibrada, substituindo os carboidratos refinados pelos integrais e diminuindo o consumo de fritos e doces. Deve optar-se por refeições ao longo do dia, ricas em vegetais e frutas, em detrimento das gorduras.
  2. Pequeno-almoço – O pequeno-almoço é uma das refeições mais importantes do dia. Diversos estudos têm vindo a revelar que crianças que comem todas as manhãs um bom pequeno-almoço são mais focadas e despertas que as que não o fazem. Por outro lado, estes estudos também têm vindo a revelar que existe menor incidência de obesidade nas crianças que não saltam o pequeno-almoço.
  3. Refeições equilibradas – Para refeições equilibradas faça uma combinação de hidratos de carbono e proteínas de qualidade. A adição de proteína ajuda a estabilizar os níveis de açúcar no sangue, retardar a digestão, acabando a criança por sentir-se saciada durante períodos de tempo mais longos. Dê preferência a uma alimentação rica em alimentos naturais, vegetais, frutas, peixe e carnes magras. Se a criança rejeitar a comida, então encontre formas mais criativas de a servir, como cremes, sopas e molhos.
  4. Rotinas saudáveis – Pais e educadores podem ajudar a prevenir a obesidade infantil fornecendo às crianças lanches saudáveis, fomentando a pratica de exercício físico regular e ensinando a fazer as escolhas certas no que diz respeito à alimentação. Seja um bom exemplo. É fundamental que siga os conselhos que tenta transmitir à criança. Lembre-se que os pais e educadores precisam de ser bons exemplos.
  5. Manter-se em movimento – Nem todas as crianças gostam particularmente de praticar exercício físico, especialmente nos tempos modernos, em que grande parte das atividades se passam em frente ao computador ou televisão. Por isso, aposte em atividades nas quais a criança demonstre gosto e aptidão, de forma a incentivar a sua pratica continuada, combatendo e evitando desta forma a obesidade infantil.

Adicionar Comentário