Como poupar a voz

“Quem canta seus males espanta” é algo que todos já ouvimos ao longo da nossa vida. Por mais ou menos cantores que sejamos, haverá sempre a necessidade de termos cuidados com a nossa voz, em especial se se tratar de uma ferramenta de trabalho, pelo que tomar medidas para saber como poupar a voz importa a todos.

Serão medidas que poderão fazer toda a diferença, pois poderão permitir ter uma voz mais limpa e protegida das ações do tempo, alturas em que as rouquidões incomodam, provocam alterações no próprio tom que temos, para não se falar na instabilidade que essas alterações provocarão, a par de provocar a própria fadiga vocal.

Seguem-se algumas orientações de como poupar a voz.

 

poupar-voz

 

Cuide da sua voz

  • A água é dos melhores amigos da voz. Esta é mesmo imprescindível ao bom funcionamento das nossas cordas vocais pelo simples facto de mantê-las hidratadas. Mas cuidado, pois diferenças bruscas de temperatura poderão ser contraproducentes. Dizem os especialistas que o ideal para ter uma voz menos exposta a agressões externas e inflamações, é beber entre 8 a 10 copos de água por dia, algo ainda mais importa nas alturas de mais calor. É uma questão de hidratação.
  • No dia-a-dia gostamos de estar bem arranjados e vestidos, mas nem sempre nos lembramos de como isso poderá afetar a nossa voz, como é o exemplo de termos cintos demasiado apertados ou roupas justas demais, e isto porque vai afetar a nossa própria respiração, logo, também a nossa voz. Usar roupa, gravatas ou lenços muito apertados vai provocar uma imobilização da laringe o que, por sua vez, vai fazer com que as cordas vocais dupliquem o esforço para “trabalhar”.
  • É preciso ainda ter atenção ao ambiente em que nos encontramos, atentando sempre ao ruído externo. Ou seja, num ambiente com barulho, o que instintivamente fazemos é falar de uma forma mais forte e intensa para conseguirmos ser ouvidos.
  • Não será menos importante sabermos como poupar a voz nas alturas em que estivermos constipados e engripados, pois é de igual forma importante estar atento, e as típicas pastilhas ou sussurros não são as medidas mais adequadas. E isto porque, ao sussurrar, por exemplo, o que estaremos a fazer é a forçar ainda mais as cordas vocais. O que deveremos fazer é falar com a menor intensidade que pudermos.
  • Em suma, quanto mais utilizamos a voz, mais hidratada deverá ela estar para que possamos repor a necessidade de saliva. Consoante o tempo e o ambiente em que estivermos, essa hidratação pode ser de várias formas, como humidificar o próprio ambiente, inalar vapor ou proceder à ingestão de líquidos. Aqui, recorde-se, que nunca deverá provocar choques de temperatura às cordas vocais.
  • Quanto à alimentação, fruta e caju, por exemplo, funcionam com agentes de limpeza da laringe, pois vão proporcionar maior fluidez das secreções que contactam com as cordas vocais.
  • Quanto à atividade, cante e encante. Nas pessoas que particiapm em atividades de canto e corais, vão acabar por ter cordas vocais mais firmes e preservar a própria qualidade da voz.

Com estas dicas simples vai conseguir poupar a voz de forma simples e eficaz.


Adicionar Comentário