Como fazer Adubo com os desperdícios da cozinha e do jardim

Pode fazer no seu jardim um composto de boa qualidade e que só lhe custará um pouco de paciência: trata-se simplesmente do resultado de uma acção bacteriana ao longo de vários meses e durante a qual a matéria vegetal em decomposição se converte num húmus granuloso de cor castanha e cheiro suave.

Pode ser utilizada uma vasta gama de matéria-prima: restos de legumes e de outras plantas, ervas daninhas que não produzam sementes, relva cortada, folhas velhas, cascas de ovo — e até papel de jornal em tiras, desde que não constitua mais de 10% da mistura.

O composto deve fazer-se directamente sobre terra, que antes terá sido muito bem remexida com uma enxada para fazer drenar qualquer excesso de água. Acrescente depois uma camada de lixo com cerca de 15 cm de altura. Regue abundantemente, principalmente se utilizar material seco (palha, etc), sem saturar o solo e salpique com um produto próprio para acelerar a decomposição, como, por exemplo, sulfato de amónio. Vá acrescentando novas camadas, procedendo da mesma maneira e, se quiser, colocando uma altura de 2,5 cm de terra ou cinza entre as camadas. Para apressar a descomposição, pode, passados dois meses, remexer a pilha com uma forquilha, levando o material menos decomposto para a parte central e o mais decomposto para fora. Calque bem a pilha e cubra-a com uma camada de terra e, se quiser, sacos de plástico. Quando a pilha atingir a altura de 1-1,20 m, comece uma nova.

composto-011

Pode fazer um «recipiente» para o seu composto com uma porção de rede de capoeira de cerca de 1 m de largura. Dobre as pontas cortadas da rede numa das extremidades, passando-as em volta da malha da outra extremidade para formar um cilindro. Envolva com sacos de plástico para manter o calor.


One Response

  1. mercia 23 de Novembro de 2010

Adicionar Comentário