Como actuar em inundações

Se vive numa zona sujeita a inundações, esteja alerta durante e depois das tempestades ou períodos de chuva prolongada ouvindo os noticiários. Faça um seguro que cubra os riscos de inundação. Se uma inundação ameaçar a sua casa, coloque, pelo lado de fora, sacos com areia nas portas que derem para a rua. Pode tapar as frinchas com tapetes velhos ou cobertores. Se a água ameaçar chegar ao nível das janelas, coloque sacos com areia nos peitoris pelo lado de fora.

Desligue o gás e a electricidade no quadro geral para diminuir o risco de incêndio. Se vive numa moradia e tiver tempo, transporte para o andar superior os valores, aparelhos, a mobília e até os tapetes.

Se a água continuar a subir, leve para o andar superior toda a comida e encha as banheiras e os lavatórios com água. Leve também peças de roupa quentes, fósforos e velas, uma lanterna e um fogão portátil, se o tiver, para poder cozinhar e ainda um rádio a pilhas para que possa estar ao par dos socorros e das previsões meteorológicas.

Numa zona isolada, tenha à mão uma lanterna eléctrica, um apito ou trapos embebidos em petróleo para fazer sinais de socorro.

Numa inundação muito grave e prolongada, talvez seja obrigado a subir para o telhado. Leve consigo cordas ou lençóis com que possa amarrar-se à chaminé para evitar cair do telhado, se escorregar, e ser arrastado. Antes de ir para o exterior, vista as roupas mais quentes que tiver. Coma e beba tanto quanto possível para acumular reservas de energia e leve consigo o equipamento de sinalização.

Não deixe a sua casa, a não ser que esteja em perigo de vida. Tente improvisar uma jangada com quaisquer materiais que flutuem, como um colchão de ar, um armário ou um guarda-vestidos ou tábuas de madeira amarradas com lençóis. Experimente-a para ver se flutua e utilize-a só como último recurso. Improvise um remo e leve o equipamento de sinalização.


Adicionar Comentário