Tipos de revestimento para parede e equipamento

Papel de forro
Liso e sem coloração, para superfícies ligeiramente irregulares ou imperfeitas, para criar uma superfície adequada à pintura. Também utilizado por baixo de revestimentos pesados ou dispendiosos.

Papel de madeira
Feito de partículas de madeira entre duas camadas de papel. Económico e fácil de aplicar, cobre um estuque de má qualidade e superfícies irregulares. Deve ser pintado.

Papel de alto-relevo
Mais frequente no corpo de pedestais ou em tectos. Sempre pintado. A tinta de emulsão é óptima, mas a casca de ovo e o esmalte são mais resistentes e dão um aspecto mais histórico. Já se encontram à venda designs mais simples e contemporâneos, com um estilo bastante diferente dos designs “autênticos”.

Papéis estampados
Variedade de designs e cores, desde pequenos botões de flores a padrões geométricos ousados e famosos estilos do passado. A espessura e qualidade variam e refletem-se no preço.

Papéis prontos a colar
Alguns papéis já trazem uma camada de cola seca, activada quando mergulhada em água. Existem à venda tinas de plástico económicas e especiais para este tipo de papel.

Papéis forrados

Uma fina camada de acetato de polivinilo é aplicada a papéis estampados, para criar uma superfície impermeável e lavável para casas de banho e cozinhas. Duráveis, fáceis de aplicar e de cores fixas, para casas de banho e cozinhas. Geralmente são vendidos prontos a colar.

Guarnições e frisos
Bastante procurados para serem utilizadas com um papel a condizer, mas podem ser usadas isoladamente sobre uma parede pintada. Algumas são vendidas prontas a colar.

Papéis de época
Um grande número de lojas e centros de bricolage perceberam o interesse que os estilos antigos despertavam e passaram a vender rolos de papel de parede antigo, em especial padrões dos anos cinquenta e sessenta.

Equipamento essencial

Pode ser complicado cortar, colar e manusear grandes extensões de papel de parede e necessário um espaço livre e muita paciência, cuidado e sentido de humor, que conseguirá ter mais facilmente se investir no equipamento adequado.

Mesa dobrável
Económica e muito útil. Tem o tamanho certo alguns milímetros mais larga do que a maioria dos rolos de papel, um pouco mais alta que uma mesa de jantar. É leve e pode ser facilmente transportada.

Trincha de cola
Aplique a cola com uma escova própria, ou com uma trincha de pêlos macios e compridos. Alternativamente, utilize um rolo de tinta pouco denso e coloque a cola no tabuleiro.

Tesoura de alfaiate
Possuem lâminas bastante compridas para cortes direitos. Qualquer tesoura comprida fará o mesmo trabalho.

Escova de afagar papel
Com um aspecto semelhante ao de uma trincha sem cabo, é utilizada para afagar o papel à parede. Os pêlos têm de ser suficientemente macios para não danificarem a superfície do papel, mas devem ter a robustez necessária.

Rolo liso
Os rolos de borracha removem o ar por baixo do papel. Para papéis mais delicados utilize um rolo de feltro. Talvez seja aconselhável não utilizar um rolo destes em papel texturado.

Fita métrica retráctil, fio-de-prumo e nível de bolha
Fundamentais para a marcação da posição do papel.

Cola para papel de parede
A maioria das colas é vendida em pó ou flocos, prontas para serem misturadas com água, embora também possa adquirir colas prontas a usar.
A cola vulgar para qualquer tipo de aplicação é adequada para papéis leves ou de peso médio, mas também pode ser utilizada numa forma menos diluída para a colagem de papéis pesados.
A cola espessa em pó ou pronta a usar é utilizada em papéis pesados, viníllcos e de tecido.
As colas fungicidas previnem o aparecimento de bolor por trás dos papéis impermeáveis.


Adicionar Comentário