Como fazer uma Jardineira de pinho

Esta jardineira decorativa acolhe as plantas em seus vasos. Na realidade ela não foi prevista pela sua forma e material, para que se depositasse terra em seu interior, para uma cultura diretamente dentro dela.

MATERIAL
MAIORES 6 tábuas de pinho de 600x80x24;
LADOS MENORES 6 tábuas de pinho de 600x80x24;
FUNDO 1 compensado de 550x250x15;
2 tábuas de pinho CABOS de 400x250x24;
2 barras roliças de 150×030;
Suportes triangulares 4;
Suportes 4;
Cavilhas Pregos;
Produto de tratamento de madeira;

FERRAMENTAS
Furadeira de copo, compasso, esquadro, plaina, prensa, lápis de carpinteiro, serrote fino, serra tico-tico, furadeira, lima chata e martelo.

DESCRIÇÃO
Esta jardineira é feita de tábuas de pinho de 24 mm de espessura. Os lados maiores e os menores são feitos com três tábuas cada um, mantidas sobre suportes triangulares colocados como reforços angulares. Esses suportes asseguram, por consequência, as junções do lado maior com o lado menor.
Dois pés em T sustentam a construção ligeiramente acima do
solo.
Duas barras roliças (30 mm de diâmetro) fazem o papel de
cabos.

LADOS MAIORES
Para fazer cada um dos lados maiores são necessárias três tábuas de pinho de mesmo comprimento (60 cm) e de mesma largura (8 cm). Apare as arestas com uma plaina para obter um pequeno arredondamento decorativo.
Reúna com a prensa as três tábuas, lado a lado, pois é mais fácil traçar sobre as tábuas assim reunidas:
• colocação do suporte triangular (levando em conta a espessura das tábuas do lado menor);
• colocação do fundo (levando em conta os suportes que vêm por cima).

COMPRIMENTO E COLOCAÇÃO DO SUPORTE ANGULAR
O suporte angular tem corte triangular, sendo que dois dos lados formam um ângulo reto.
O comprimento de cada suporte é igual à largura somada das tábuas (3×8 cm) mais os dois intervalos (mais ou menos 1,5 cm cada um): deve-se deduzir do comprimento total a espessura do fundo de compensado (15 mm) mais a do quadro do suporte que vem por cima (30 mm).

PREPARAÇÃO DOS LADOS MENORES
Esses lados são feitos com três tábuas da mesma largura que as usadas para a fabricação dos lados maiores.
Para dar à jardineira forma final, desenhamos os lados menores de maneira a se estreitarem em direção ao solo.
Para isso, reúna os três elementos e trace as linhas oblíquas segundo as quais fará os cortes. Faça-os de maneira que a simetria seja perfeita.

FIXAÇÃO DOS LADOS MENORES
Após o corte dos três elementos será necessário, antes da união, furar o elemento superior para a passagem do cabo. É mais fácil fazer esse furo com uma furadeira de copo.
Os três elementos são, em seguida, pregados sobre a segunda face do suporte triangular, face perpendicular àquela onde são fixados os lados maiores. Feita a união, o lado maior recobre a lateral do lado menor.
Apare os ângulos que formam a junção do lado menor com o lado maior, segundo a mesma inclinação que a das bordas chanfradas antes.

COLOCAÇÃO DO FUNDO
O fundo da jardineira é feito de uma tábua de compensado de 15 mm de espessura, que deve ser resistente à umidade.
Vire a jardineira de boca para baixo e coloque o fundo no lugar de modo que ele fique sobre o lado inferior dos suportes angulares. Ele deve alojar-se corretamente no seu lugar, se os cálculos estiverem corretos, senão será necessário fazer novas medidas.

SUPORTE DE MANUTENÇÃO
Um quadro de suporte é fixado no fundo contra o interior das laterais. Esta é a razão pela qual é necessário desde o princípio prever sua espessura.
Desvie a jardineira e apare os suportes angulares, que podem estar sobrando.

PÉS
Os pés são feitos em forma de T, cujo braço horizontal será situado em baixo.
Utilize um compasso e um esquadro para traçar seu desenho sobre uma das duas tábuas, levando em conta os seguintes pontos:
O furo na parte superior será feito exatamente no mesmo ponto do furo feito no elemento mais alto dos lados menores;
A barra horizontal do T, de cantos arredondados, se situará ligeiramente abaixo do fundo da jardineira;
A face horizontal dessa barra (em contato com o solo) deverá ter o mesmo comprimento da largura da jardineira.

CABOS
Quando se quiser mudar a jardineira de lugar, por exemplo, do terraço, do balcão ou simplesmente para qualquer lugar, será mais prático transporta-la pegando pelo cabo.
Os cabos são barras roliças de 30 mm de diâmetro, que serão introduzidas nos furos feitos na parte superior dos lados e no alto do suporte dos pés.
Consequentemente o seu comprimento deve ser equivalente ao da
largura da mão, da espessura do pé da jardineira e da espessura do lado, num total de mais ou menos 15 cm.
Trace sobre uma barra roliça os comprimentos necessários, mas não corte ainda.

FURO DOS CABOS
As barras roliças são furadas para receber as cavilhas de bloqueio que mantêm os pés presos à jardineira.
É mais fácil furar os cabos antes de cortá-los porque as barras inteiras se fixam com mais facilidade. Prender firmemente as barras é indispensável para que o furo, difícil de se fazer nas superfícies roliças, seja feito com regularidade. O furo é, em seguida, progressivamente alargado com uma grosa roliça e depois com uma grosa chata.

CAVILHAS DE BLOQUEIO
As cavilhas são introduzidas nos furos feitos nos cabos e tem a tripla finalidade de manter unidos: a jardineira, o pé e o cabo.
Elas são desenhadas sobre uma sobra de compensado, tendo cada uma a forma de um trapézio.
Cada uma é introduzida no furo de cada cabo e forçada para baixo até que sua parte superior (cabeça) se nivele com a parte arredondada superior do suporte do pé. Sua forma trapezoidal permite-lhe ficar no seu devido lugar sem que haja necessidade de outro reforço de união, e ao mesmo tempo dá um aspeto rústico à jardineira.

ACABAMENTO
Deve-se recobrir o exterior e o interior da jardineira com produto de tratamento de madeira decorativo, que proteja a,madeira contra insetos e umidade e que sirva para decoração. É um produto colorido que dispensa envernizar ou pintar a madeira.

Notas:
Chanfragem é uma operação que consiste em retirar as arestas de uma peça de madeira, de maneira que sua superfície fique oblíqua.
Garlopa é um tipo de plaina que é utilizado para desbastar superfícies grandes.
Grosas e limas, as grosas são usadas nos trabalhos de acabamento de madeira, enquanto as limas são destinadas aos metais.


Adicionar Comentário