Como tratar e evitar hérnias

Designa-se por hérnia discal a protuberância de um dos discos existentes entre as vértebras, os quais, tais como almofadas, amortecem os choques. A protuberância comprime os nervos adjacentes provocando dores e por vezes fraqueza muscular. A hérnia discal pode surgir entre as vértebras do pescoço (cervical) e da cintura (lombar).

Os principais sintomas são: dor intensa na região inferior do dorso, que desce ao longo de uma ou ambas as pernas: a dor pode agravar-se quando o paciente se inclina, faz esforços, tosse ou se levanta depois de ter estado sentado; atenua-se quando o paciente se deita de costas, se mantém direito ou caminha.

Após os 25 anos, os discos vertebrais começam lentamente a degenerar e a perder consistência. Qualquer esforço súbito  pode  precipitar um prolapso.

Quando isto acontece, o conteúdo mole do disco projecta-se do seu invólucro e comprime um nervo, causando dores agudas. Muitos ataques ligeiros melhoram ao fim de alguns dias e nunca se repetem. Cerca de 7% dos ataques mais graves repetem-se no prazo de cinco anos, podendo em seguida melhorar.

Tratamento em casa

Repouso numa cama dura que não forme cova. Coloque uma tábua por baixo do colchão se este for mole Evite levantar objectos pesados.

  • Tome analgésicos nas doses recomendadas.
  • Aplique uma lâmpada de calor ou um saco de água quente na zona dolorosa.
  • Deve recorrer ao médico se a dor não abrandar ou se agravar depois de dois ou três dias de repouso. O médico poderá receitar analgésicos mais fortes, repouso completo e aconselhar fisioterapia. Alguns casos podem requerer uma imobilização num colete de gesso. Só em casos extremos o médico recomendará uma intervenção cirúrgica.

Prevenção

Mantenha as costas direitas e flicta os joelhos quando levantar Objectos pesados; segure o objecto pesado junto ao corpo. Evite erguer-se torcendo simultaneamente o tronco; levante-se primeiro e vire-se depois levantar objectos pesados.


One Response

  1. Maria Amelia Carneiro 27 de Outubro de 2010

Adicionar Comentário