Como andar de motocicleta

A chave para se andar com segurança é a confiança em si próprio e na sua máquina. Adquira prática de condução antes de se aventurar numa viagem longa e mantenha sempre a motocicleta cm boas condições de funcionamento.

Vestuário. Use sempre vestuário próprio ao andar de motocicleta, não só por uma questão de comodidade como também de protecção. Em Portugal, c em grande número de outros países, é obrigatório por lei usar capacete de modelo homologado pela Direcção–Geral de Viação. Essa obrigatoriedade é extensiva aos passageiros. Antes de arrancar, coloque-o e aperte os fechos de modo que, se der uma queda, o capacete não salte.

As roupas de cabedal, incluindo luvas, constituem o melhor vestuário para andar de moto; protegem do vento, são muito resistentes, não se rasgam facilmente e protegem a pele no caso de urna queda. Contudo, são de preço muito elevado e não são verdadeiramente impermeáveis. Para um principiante, servirá perfeitamente um fato protector de duas peças de neo-prene de boa qualidade. Nunca ande de mangas curtas ou mesmo sem mangas ou use calções num dia bonito e soalheiro — uma queda e o consequente deslizar pela superfície da estrada ras-gar-lhe-ão literalmente a pele, podendo ficar com o corpo em carne viva e muito maltratado. Assim, o vestuário de cabedal é o melhor porque «respira» e absorve a transpiração, conferindo conforto e protecção.

Em tempo chuvoso, use um fato impermeável (vestido por cima das roupas normais), que também conservará o calor do corpo. Nunca use roupas que estejam muito apertadas, pois dificultam a circulação sanguínea. Se necessário, pare e aqueça-sc fazendo alguns exercícios. Periodicamente, massaje os dedos das mãos e dos pés para ajudar a circulação.

Condições difíceis. Quando as condições meteorológicas são difíceis, é necessário tomar certas precauções: utilize cuidadosamente o acelerador e os travões, mantenha tima leve pressão sobre os punhos, aperte firmemente o depósito com os joelhos e conserve os pés nos pedais.

Abrande a marcha, utilizando a caixa de velocidades em vez dos travões. No Outono, tenha cuidado com as folhas caídas, especialmente se molhadas, pois são extremamente escorregadias. Tome também atenção às lampas e grades dos esgotos, que originam uma alteração súbita no nível da superfície. Após um longo período de seca, uma chuvada repentina torna perigoso o jíiso das estradas, porque o óleo e a borracha nele acumulados soltam-se, tornando-o muito escorregadio.

Na estrada. Certifique-se de que pode ser visto de longe usando vestuário de cores vivas, incluindo faixas fluorescentes ou reflectoras. Por lei, deve circular com os médios acesos, mesmo durante o dia.

Manutenção essencial. As revisões regulares à sua moto são indispensáveis para a sua segurança. Limpe-a com frequência, pois ao passar a esponja e os trapos será fácil notar se, por exemplo, a válvula de purga do travão está mal apertada ou se a corrente está lassa demais. Localizados num estádio incipiente, poderá evitar que estes problemas venham a comprometer a sua segurança.

Diariamente, se possível, e imprescin-divelmente antes de viagens muito longas, deverá fazer as seguintes verificações:

•     Pressão dos pneus e estado do piso dos mesmos.

•     Luzes e nível do electrólito da bateria.

•     Manete do travão e da embraiagem e afinação dos pedais.

•     Tensão e lubrificação da corrente.

•     Níveis de óleo.

Para uma manutenção ou orientação mais detalhadas, consulte o manual de instruções ou uma oficina especializada na marca da sua moto.

As verificações dos pneus e dos travões são as mais importantes para a segurança. Nunca ande com pneus velhos ou cortados ou com cãmaras-de-ar remendadas. A maioria dos fabricantes de pneus considera que o rendimento de um pneu é muito prejudicado se o seu rasto tiver uma profundidade inferior a 2 mm.

As motos modernas com travões de tambor possuem, na sua maioria, indicadores do desgaste dos travões.

Se um travão de tambor não possuir esse indicador de desgaste, deverá ser desmontado para inspecção e limpo com a periodicidade recomendada no manual de instruções. Se decidir fazer esse trabalho, tenha cuidado para não inalar o pó dos travões, Se necessário, mande substituir os calços dos travões. Em caso de dúvida, consulte uma oficina. Os travões de disco de accionamento hidráulico possuem um dispositivo de auto-regulação, mas terá de verificar frequentemente o nível do óleo dos travões no respectivo reservatório. Inspeccione cuidadosamente os tubos condutores do óleo para detectar qualquer fuga e, se necessário, substituídos imediatamente. Verifique também o desgaste das pastilhas.


Adicionar Comentário