Emergências em viagens, tudo o que precisa de saber

Se a sua viagem sofrer um atraso devido ao mau tempo, a uma avaria técnica ou a problemas internos da empresa transportadora, a companhia de aviação ou dos caminhos de ferro com quem fez a marcação fornece em geral bebidas e mesmo instalações para pernoitar enquanto dura o atraso. Todavia, não é obrigada a fazê-lo, e você não pode pedir uma indemnização pelo atraso.

Deve fazer um seguro de viagem através da sua agência de viagens ou numa companhia de seguros.

Antes de ir viajar em férias para o estrangeiro, é sempre aconselhável informar-se acerca da situação concreta em vigor, no âmbito da assistência médica, entre o país para onde quer partir e Portugal.

Nesse sentido, a delegação da Administração Regional de Saúde mais próxima saberá dar-lhe as informações referidas. É, contudo, ao Centro Regional de Segurança Social da sua zona que deverá dirigir-se para obter certificados como o E111, ao qual se dá vulgarmente o nome de passaporte azul e que constitui, em princípio, a prova suficiente para se reconhecer o direito ao tratamento gratuito ou a preços reduzidos nos Estados membros do Mercado Comum.

Em relação aos outros países, a prova a exibir pode variar do simples passaporte ao cartão de beneficiário da Segurança Social.

Mesmo que visite um país onde a maior parte da assistência é gratuita — faça um seguro de assistência em viagem.

Se você ou outra pessoa do seu grupo adoecer no estrangeiro, dirija-se ao hospital mais próximo. Se estiver instalado num hotel, contacte a recepção — a maior parte dos hotéis nas grandes cidades e estâncias turísticas tem um médico de serviço.

É provável que, apresentando a sua apólice ao médico ou no hospital, possa adiar o pagamento até regressar a casa. No entanto, se tiver de pagar na altura, peça um recibo e envie-o à sua companhia de seguros com um pedido de reembolso. Verifique na sua apólice o prazo para apresentação de notificação em caso de reembolso, pois talvez tenha de o fazer pelo telefone assim que lhe for possível.

Bagagem perdida

Se a sua bagagem não aparecer no local de recolha num aeroporto, comece por comunicar o facto a um funcionário do serviço respectivo. Se não conseguir encontrar a bagagem, dirija-se imediatamente ao balcão da companhia aérea e faça uma reclamação por escrito.

Existe também um seguro de bagagens que garante os eventuais danos sofridos pela bagagem em consequência de roubo, extravio ou acidente.

Morte no estrangeiro

Se alguém com quem estiver a viajar morrer no estrangeiro, contacte imediatamente o consulado ou a embaixada do seu país. Os funcionários aconselhá-lo-ão e ajudá-lo-ão no que for preciso para tratar do funeral ou para fazer regressar o corpo ao país de origem.


Adicionar Comentário