Como planear o cruzeiro perfeito

Se você nunca planeou um cruzeiro antes, então pode sentir-se um pouco intimidado de início, uma vez que existem inúmeras opções à sua disposição e dezenas de navios para escolher.

Quer esteja a tentar planear um cruzeiro a um longínquo e paradisíaco destino ou uma excursão interessante (talvez ambos), existem muitas opções disponíveis e muito a considerar. Contudo, não se preocupe em demasia, pois uma vez passada a fase de planeamento propriamente dita, vai poder desfrutar das maravilhas que um relaxante cruzeiro tem para lhe oferecer.

Para o ajudar nesta, por vezes, complicada tarefa, vamos dar-lhe algumas orientações simples de todo o processo.

 

 

Escolher o destino

O segredo para planear um cruzeiro é decidir em primeiro lugar para onde vai e por quanto tempo.  Há cruzeiros para literalmente todas as partes do mundo, sendo os mais populares os que vão para destinos tropicais, como as Caraíbas ou as Bahamas, mas também pode optar por outros destinos mais económicos como a Grécia ou uma viagem ao longo da costa da Grã-Bretanha. É tudo uma questão de preferências e do orçamento disponível.

Quem vai no cruzeiro

Definir quem irá participar no cruzeiro faz toda a diferença no destino escolhido, no tempo deste e orçamento disponível. Por exemplo, um cruzeiro às Caraíbas pode ser um destino a pensar para umas férias familiares, umas vez que agrada a todas as idades. Se pretende levar crianças mais novas, um cruzeiro da Disney pode ser escolha ideal. Por outro lado, se o cruzeiro for só para adultos talvez uma opção mais romântica seja a mais adequada.

Orçamento

Existem diversas variáveis que podem alterar o preço de um cruzeiro. Mostramos-lhe as principais:

  • Período da reserva – O preço de um pacote de cruzeiro pode mudar de semana para semana. Alguns argumentam que quanto mais cedo você reservar a sua viagem melhor, mas se quiser arriscar pode conseguir grandes descontos se marcar a viagem com apenas um mês de antecedência. É recorrente existir uma baixa de preços  e promoções mais perto da data de partida para aumentar o volume de passageiros.
  • Alojamento – As cabines (ou camarotes) existem em vários tamanhos e podem alojar diferente número de pessoas. No entanto, tenha em mente que os cruzeiros cobram por pessoa, por isso, tentar encaixar mais pessoas por quarto pode não ser mais barato, apenas mais desconfortável. Tenha também em atenção que a localização e tamanho da cabine irá afetar o seu preço.
  • Número de pessoas – Alguns cruzeiros e agências disponibilizam bons descontos para grupos. Idosos e crianças geralmente também beneficiam de descontos apelativos. Com exceção de taxas e impostos, algumas linhas de cruzeiro permitem que crianças até 2 anos de idade viajem gratuitamente.
  • Tamanho do navio – Os navios de cruzeiro variam muito em tamanho e têm diferentes amenidades. Jantar em estilo buffet é frequente na maioria dos cruzeiros, mas alguns navios possuem também parques aquáticos, paredes de escalada, casinos, teatros e spas. Naturalmente, quanto mais conforto e atividades o cruzeiro oferecer, mais caro ficará. Renunciar ao uso do parque aquático a bordo pode poupar-lhe algum dinheiro em gastos, que pode depois usar para participar numa excursão, por exemplo.
  • Duração do cruzeiro – Os cruzeiros duram normalmente entre 7 a 10 dias, mas também encontra cruzeiros de apenas um dia ou até de um mês. Obviamente que o preço do seu cruzeiro irá variar dependendo da duração da viagem.

Custos extras

Adicionalmente ao valor por pessoa implícito ao cruzeiro, existem também outro tipo de custos a que deve ter atenção. É o caso de tarifas e taxas de combustível, dos serviços disponibilizados no interior do navio, do preço das bebidas alcoólicas e até das gorjetas. Outra fonte de custos extra são as excursões, que devem ser marcadas antes da partida do navio de cruzeiro.


Adicionar Comentário