Recuperação de Dados de um Disco Rígido

A tecnologia avança a passos acelerados e neste mundo, cada vez mais, de computadores, todos nós contamos com um computador para alguma coisa, daí estes se terem tornado parte essencial das nossas vidas. Com a invenção dos computadores, surgiram vários problemas relacionado a estes e um dos mais comuns é avarias no disco rígido.

Apesar dos utilizadores enfrentarem regularmente situações em que é requerido uma recuperação de dados ou disco, muito poucos possuem o conhecimento sobre a recuperação de discos e as técnicas envolvidas nesse processo. Muita gente pensa que recuperar dados de um disco é tarefa fácil e que os ficheiros armazenados neste estão bastante seguros. O que não é verdade. A informação armazenada no disco na verdade nunca está segura, visto que estes dados nem sempre são recuperáveis.

Os discos rígidos giram cerca de 120 vezes por segundo e estão constantemente a girar. Com os discos a girar a tanta velocidade, basta uma pequena intervenção indevida ou um movimento brusco para danificar o disco numa determinada partição. Os especialistas em discos rígidos, conseguiram gerar processos de recuperação para discos que normalmente não falham, e ajudam o disco a reparar os danos que sofreu.

Data-Recovery-hdd (1)

Normalmente, o factor que determina uma recuperação falhada é causado pela pessoa que está a utilizar o processo. É um facto sabido que os utilizadores de computador não se interessam pela recuperação do disco. Em vez disso, preferem comprar um disco rígido novo para substituir o antigo sem considerar a hipótese de que o seu disco tem salvação. É comum os utilizadores, por falta de conhecimento na matéria, executarem o Fdisk ou um outro programa de recuperação de discos, como se fosse a única solução para o problema.

Antes de tomar uma decisão deve ter em consideração certos aspectos, por exemplo, deve saber a extensão dos danos no disco, pois reparar um disco com muitas secções danificadas pode não compensar. Nestas condições, é mesmo preciso um especialista que consiga efectuar a recuperação por si e pode ser bastante dispendioso. Outro aspecto é se efectuou backups constantes dos dados mais importantes. Neste caso também não precisa de se preocupar em recuperar o disco rígido.

De modo a efectuar uma recuperação de disco bem sucedida, todos deveriam seguir algumas regras que estão determinadas para a execução da tarefa. A mais importante é evitar ao máximo reescrever no disco afectado, mesmo se eliminou uma partição acidentalmente, não crie outra. É aconselhável deixar o disco como está, de forma a poder recuperar os seus dados.

Após um ficheiro ter sido removido da reciclagem, se pretender recuperar esse ficheiro em particular, o melhor é não guardar novos dados no seu disco, pois se não guardar, este não o irá elimina. O que acontece é que sempre que um ficheiro é eliminado do sistema operativo, este marca-o no disco como “eliminado”. E assim, quando o utilizador guardar novos dados, o sistema operativo irá copia-los por cima do espaço vazio dos “eliminados”. Se este é o seu caso, então não pode ter muitas esperanças em reaver os ficheiros que eliminou.


Adicionar Comentário