Aspectos a ter em conta sobre a recuperação de discos rígidos

Já se deparou com os “screen of death” ou ruídos peculiares vindos do computador que mesmo após reiniciar várias vezes não desaparecem, até que por fim encara com uma mensagem que diz “disco não encontrado”? Então provavelmente está a ser afectado por um problema no disco rígido, neste caso precisará de recorrer ao serviço de recuperação.

Se você é inexperiente na área de recuperação de discos rígidos, existem alguns aspectos a ter em conta antes de iniciar a recuperação. Você pode achar que efectuar uma recuperação de disco é muito simples, no entanto não é bem assim. Antes de começar, tente perceber se existe algum problema físico com o computador, à parte do problema óbvio de não conseguir aceder ao disco.

Dê importância a ruídos peculiares como zumbidos, cliques ou como se algo estivesse a arranhar. Se consegue ouvir estes sons vindos do seu computador desligue-o de imediato, pois este tipo de ruídos normalmente indicam que o disco está em estado crítico e pode estar a danificar-se. Deve procurar um técnico para que este possa auxilia-lo a reparar o seu disco assim como recuperar os dados perdidos.

Hard drive

Hoje em dia, também já pode optar por software de recuperação de discos para ajuda-lo a reaver os seus dados. Existem diversos tipos de software de recuperação disponíveis no mercado, alguns bastante eficientes.

Existe, ainda, outro software que foi desenvolvido especialmente para a prevenção de falhas no disco, no entanto não efectua o processo de recuperação. Este software irá rectificar pequenos problemas que vão surgindo no dia-a-dia, mas em situações extremas de recuperação este software apenas irá causar mais danos. O maior problema com o software de recuperação de disco rígido é que um software que seja ineficiente pode eliminar permanentemente dados que poderiam ser recuperados. Tente informar-se bastante sobre o software e as suas reais necessidades de recuperação antes de adquiri-lo.

 


Adicionar Comentário