O que tem de saber para viver mais tempo

Quando se trata de cuidar do seu corpo e de fazer o que é necessário para evitar o envelhecimento prematuro, a informação é, sem dúvida, poder. A ignorância conduzi-lo–á rapidamente à doença e à morte prematura. Mas o conhecimento dos problemas de saúde específicos que enfrenta à medida que vai envelhecendo ajudá-lo-á a manter a máquina a funcionar bem e permitir-lhe-á detectar os primeiros sinais de alarme. Também precisa de saber como separar a verdade da propaganda e identificar o que não resulta, para que não desperdice o dinheiro que tanto lhe custou a ganhar em pílulas e poções inúteis contra o envelhecimento.

  • Sabe qual deve ser o seu nível de colesterol e qual ele é na realidade?
  • Há quanto tempo não pensa na sua tensão arterial?
  • E sabe quais os exames de diagnóstico que deve fazer e com que frequência?

Estas são apenas algumas perguntas para as quais precisa de respostas se quiser viver para “sempre”. como está a ler este artigo, então já está no caminho certo!

Como estar informado acerca da sua saúde

Tome o poder nas mãos e faça a si próprio de diagnóstico a que deve submeter-se
estas perguntas elementares: regularmente?

  • Quais são os seus níveis de colesterol?
  • Quais os riscos que a sua saúde corre?
  • Qual a sua tensão arterial?

necessita de um bom médico assistente

Se quiser viver eternamente, vai precisar do seu médico assistente. Um bom médico deve conhecer a sua história clínica e os seus problemas sociais e deve prescrever-lhe as vacinas necessárias ou recomendar-lhe um plano de exames de diagnóstico que o ajudem a prevenir o cancro da mama, do cólon ou outro.

Deve manter um bom relacionamento com o seu médico para que se sinta à vontade ao fazer-lhe perguntas sobre qualquer coisa que precisa de saber, sem se sentir envergonhado nem pensar que está a desperdiçar o tempo dele. Se não gosta do seu médico nem se dá bem com ele, talvez seja preferível pensar em consultar outro. O seu médico não se importará – todos nós compreendemos que as pessoas se relacionam de maneiras diferentes e que não podemos dar-nos bem com toda a gente.

Uma das melhores maneiras de arranjar um bom médico é pedir aos seus amigos que lhe recomendem um. E não espere até estar doente para começar à procura – viver mais tempo depende em grande parte da prevenção das doenças e não só de combatê-las.

Mas antes de tomar uma decisão, também deve ter em consideração a especialidade e os interesses do médico, como a saúde feminina ou a cardiologia, para saber se eles vão ao encontro das suas necessidades potenciais ou ao seu estado actual.
Depois de ter marcado a consulta, quando conhecer o seu médico seja honesto para com ele – não é o momento Indicado para ser tímido ou pudico em relação a assuntos de saúde que podem preocupá-lo, por multo triviais que os considere. Também é importante que desista do médico, se não se der bem com ele, e que procure outro.


Adicionar Comentário