Dores no peito, Como identificar os sintomas perigosos e actuar

As dores no peito podem ser um sintoma de uma doença grave ou até fatal ou ter uma causa relativamente inócua, tal como uma perturbação digestiva. A menos que tenha a certeza de que a causa  é  pouco  importante,  consulte imediatamente um médico, sobretudo se for uma dor intensa acompanhada de palidez, suores frios ou dificuldades respiratórias ou a vítima tiver antecedentes cardíacos ou sofrer de perturbações respiratórias.

Enfarte

Um dos sintomas de um enfarte do miocárdio e uma dor aguda muito intensa e construtiva na região central do tórax que irradia frequentemente para um ou ambos os braços, o pescoço e o queixo, acompanhada de respiração ofegante e pulso fraco ou irregular. Por vezes, os sintomas são menos intensos.

Se suspeitar de que alguém acaba de ter um enfarte, prepare-se para administrar respiração artificial, e, em caso de necessidade e se estiver habilitado, fazer uma massagem cardíaca externa. Instale Comodamente o paciente — de preferência deitado, a menos que esteja com muita falta de ar. Desaperte o colarinho, o cinto e os botões da camisa ou outras peças de roupa que lhe comprimam o pescoço; o peito ou a cintura.

Incite-o a respirar normalmente e a manter a calma. Diga-lhe que o médico ou a ambulância estão a chegar.

Angina de peito

Esforços físicos imensos, exposição a temperaturas baixas e a vento frio. uma perturbação emocional ou até uma refeição copiosa podem reduzir   temporariamente a quantidade de oxigénio fornecida ao coração, provocando uma dor que começa habitualmente na parte superior do tórax e pode irradiar para o maxilar inferior, braço esquerdo e por vezes também para o direito. A dor pode ser descrita como uma sensação de aperto, peso. opressão ou constrição e às vezes como um ardor ou queimadura. E a chamada angina de peito, que constitui um sintoma de uma doença cardíaca ou de anemia.

Os ataques de angina de peito passam geralmente ao fim de 10-15 minutos se a vitima se sentar e descansar. Administre ao doente analgésicos ou sedativos nas doses recomendadas. Por vezes, a aplicação de um saco de água quente sobre o peito alivia a dor.

Outras causas

Outras causas potencialmente graves de dores torácicas são as doenças respiratórias, como a pneumonia a pleurisia e o cancro do pulmão, Nestes casos, as dores são geralmente acompanhadas de dificuldades respiratórias e muitas vezes de febre.

Uma sensação de ardor por detrás do esterno após uma refeição (azia) pode ser um sintoma de uma úlcera do duodeno, mas na maior parte dos casos trata-se apenas de um sintoma de indigestão, que pode ser eliminado tomando pastilhas contra a acidez. A zona, uma infecção viral, pode provocar uma dor forte no peito, geralmente só de um lado, alguns dias antes de as bolhas aparecerem na área dolorosa.


18 comentários

  1. Noe Reis 31 de Dezembro de 2010
  2. adriana 25 de Fevereiro de 2011
    • Raquel 3 de Abril de 2012
  3. Alexandra Jost Jost 18 de Abril de 2012
  4. Victor 25 de Abril de 2012
  5. Manuellevendosk Levendosk 15 de Junho de 2012
  6. Henriques Bambo 28 de Junho de 2012
  7. ANA CLAUDIA MEDINA 24 de Agosto de 2012
  8. CRISTIANE 3 de Janeiro de 2013
  9. Dayzinha Ferreira 21 de Março de 2013
  10. Hellen Silva 5 de Maio de 2013
  11. karla monte 30 de Agosto de 2013
  12. Edna Simões 3 de Dezembro de 2013
  13. Max Maioritário 30 de Abril de 2014
  14. ANA ALVES 26 de Junho de 2014
  15. Gizellia 4 de Novembro de 2014
  16. rafa 29 de Março de 2015
  17. Maria João Alexandre 4 de Maio de 2015

Adicionar Comentário