Podar arbustos – Como orientar o seu crescimento

A poda contribui para eme os arbustos mantenham a forma e o tamanho adequados, evita que enfraqueçam com doenças ou um crescimento desordenado e muitas vezes melhora a qualidade das flores e frutos. Muitos arbustos, incluindo os vivazes, praticamente não necessitam de ser podados logo que o seu crescimento se estabiliza, a não ser com o objectivo de combater uma doença ou um desenvolvimento excessivo. Outros, como as espécies de folhagem caduca, beneficiam com uma poda anual. Observe os seus arbustos todas as primaveras para ver se necessitam de ser podados.

Os arbustos de folhagem caduca, como a Buctoleia davidii e a fúcsia, que produzem flores nos rebentos que se desenvolvem em cada nova estação, devem ser podados no começo da Primavera, cortando três quartos do crescimento do ano anterior até se atingir três rebentos a partir da base. Retire os ramos doentes ou mortos, os fracos ou os que estão a crescer de forma irregular. Os arbustos que florescem nos rebentos da estação anterior — como a Forsythia, a deutzia e as hidrângeas — não devem ser podados senão quando terminar a época da floração; corte os ramos em cerca de um terço do seu comprimento. Retire todos aqueles que estiverem velhos, mortos, doentes, fracos ou a crescer desordenadamente.

Ferramentas de que necessita

As tesouras de poda são as adequadas para cortar rebentos e pequenos galhos; a tesoura de jardinagem de cabos longos e lâminas afiadas com um entalhe próprio pode ser utilizada para hastes mais espessas. Para os ramos mais grossos, necessitará de uma serra de podar; as ferramentas de podar de punhos longos são úteis para os ramos mais altos. Mantenha as ferramentas de podar limpas c bem afiadas.

Técnicas de poda

Ao podar, faça cortes limpos (sem tecido rasgado ou esmagado) logo acima de um nó virado para o exterior. Se quiser retirar ramos inteiros, corte-os rentes ao tronco ou ao ramo principal. Primeiro, faça um pequeno corte pelo lado de baixo a fim de evitar que a casca rache quando terminar o corte. Se quiser, trate a madeira no local do corte com uma substância própria para cicatrização, à venda nos centros de jardinagem.

Como dar forma

Dê a forma básica ao arbusto com uma poda vigorosa, mas cuidado no momento de plantar, talhando-o na sua forma natural. Depois, manter a forma será mais fácil. Para que um arbusto se torne mais denso, pode cada ramo principal ou lateral até atingir um nó virado para o exterior. Para fazer crescer uma planta em altura, tire-lhe todos os ramos e rebentos laterais. Corte com tesouras próprias as sebes de arbustos, rebaixando-as sistematicamente.

Como rejuvenescer arbustos velhos

Os arbustos demasiado altos, esparsos ou mal cuidados podem ser muitas vezes rejuvenescidos com uma poda vigorosa feita na Primavera. Corte os ramos até 30-50 cm do chão. Retire os rebentos que nascem à volta da base. Com um ancinho, misture com cuidado a leira â volta da raiz com um brácteas manter-se ao atraentes pelo menos durante dois meses ou mesmo mais. Depois de terem murchado e caído, pode a planta a 2,5-5 cm do solo e deixe que a terra do vaso fique quase seca — mas nunca completamente — para que o crescimento da planta pare. Deixe a planta descansar durante cerca de um mês (até Abril se ela floriu no Natal) à temperatura ambiente e com luz solar filtrada. Nessa altura, retome as regas.

Quando começar a rebentar de novo, reenvase-a (v. rf.f.nvasar) com uma mistura à base de terra. Nunca use um vaso maior, pois apenas encorajará o rápido crescimento de uma folhagem luxuriante, em detrimento de flores e de brácteas. Como alternativa, em vez de reenvasar a planta antiga, obtenha dos novos rebentos estacas de cerca de lü cm que irão enraizar — v. propagação das. plantas. Um mês após a estacaria, as plantas devem estar enraizadas, começando a crescer com força. Envase então numa mistura fresca a base de terra.


Adicionar Comentário