Onde e como contar as pulsações

A pulsação indica o ritmo do batimento do coração e varia com a idade. Nas primeiras semanas de vida de um bebé, pode ser de 140 batidas por minuto, mas aos 10 anos terá baixado para a média de 90. Num homem acordado mas em repouso, a pulsação situa-se entre as 60 e 80 batidas por minuto, sendo a média 72. A média nas mulheres é mais elevada — 78 a 82 batidas por minuto.

Uma pessoa idosa pode ter uma pulsação de apenas 60 batidas por minuto e um adulto adormecido.

Como medir o pulso

Pulsação no punho e na carótida sinta a pulsação no côncavo do pescoço ao lado da maçã-de-Adão comprimindo a artéria. Em momentos de actividade intensa, a pulsação de um adulto pode atingir 140 batidas por minuto.

Cada pulsação é causada por uma onda de sangue impelida ao longo das artérias pelo bombear do coração. As pulsações São facilmente reconhecidas em dois pontos do corpo – na lace interna do punho, junto da base da articulação do polegar, e no pescoço, abaixo do ângulo da maxila.

Ao tomar o pulso de alguém, verifique se as pulsações são rápidas ou lentas, fortes ou fracas, regulares ou irregulares. A verificação rigorosa das pulsações exige prática e, mesmo assim, pode ser difícil. Pratique em si próprio ou num familiar de tempos a tempos para que, se surgir uma emergência, possa medir a pulsação no pulso ou na carótida sem hesitar.


Adicionar Comentário