Métodos naturais de planeamento familiar

No ritmo natural do ciclo menstrual, há um período de aproximadamente 8-10 dias durante os quais o óvulo produzido pelos ovários pode ser fertilizado. Se as relações sexuais só tiverem lugar durante os restantes dias (cerca de 18) e forem evitadas durante o período «inseguro», em teoria a mulher não deverá engravidar. Esta é uma base do planeamento familiar por método natural.

Acontece que em muitas mulheres o ciclo menstrual varia, tanto em duração como em regularidade, pelo que o método do ritmo não constitui uma forma tão segura de contracepção, como, por exemplo, a pílula, o preservativo ou o dispositivo intra-uterino.

Contudo, podem reduzir-se os riscos pela utilização de uma combinação de três métodos para calcular em que altura, durante o mês, será mais seguro ter relações sexuais: o método de Ogino (do calendário), o método das temperaturas e o método da ovulação (Billings).

O método de Ogino (do calendário)

Não é um método seguro em mulheres com ciclos menstruais curtos e irregulares. Utilizando este método, o primeiro dia da menstruação é contado como o dia 1. Uma mulher com um ciclo menstrual absolutamente regular de 28 dias tem os seus «dias perigosos» — durante os quais deve abster-se de relações sexuais — entre os dias 9 e 18.

Para maior segurança, anote durante 12 meses a duração exacta de cada ciclo menstrual. Pode calcular-se então o primeiro «dia perigoso» deduzindo 19 ao mais curto dos últimos 12 ciclos, Se o ciclo mais curto tiver sido de 25 dias, a fecundação é possível a partir do dia 6 (25-19), O último dia perigoso é calculado deduzindo 11 do mais longo dos ciclos.

Se o mais longo foi de 31 dias, o último dia perigoso será o dia 20 (31-11). Neste exemplo, a fertilização do óvulo pode suceder desde o dia 6 até ao dia 20, inclusive. As relações sexuais são, em princípio, mais seguras a partir do dia 1 até ao dia 5, inclusive (não há razões médicas para que não haja relações sexuais durante o período menstrual, a não ser de ordem estética ou religiosa), e a partir do dia 21 até ao fim do ciclo.

Método das temperaturas

A temperatura da mulher sofre um ligeiro aumento — de 0,2 a 0,5°C — durante o tempo em que o seu corpo produz um óvulo capaz de ser fertilizado. Para detectar a alteração, a mulher deve tirar a temperatura, que deve ser verificada na boca, e regista-la todas as manhãs antes de se levantar e em jejum. O termómetro deve permanecer na boca pelo menos durante três minutos; se a temperatura não subir, não há ovulação (ou seja não foi produzido um óvulo). Todavia, a temperatura pode subir por outras razões, como, por exemplo, uma infecção.

Método  de  ovulação (Billings)

Durante a ovulação, surgem várias alterações biológicas. Entre estas, a mais fácil de detectar consiste no aumento de produção do muco, uma substância de aspecto gelatinoso visível à entrada da vagina; o muco também se vai tornando menos espesso. O dia de maior humidade vaginal é normalmente o quarto depois da ovulação. As mulheres podem aprender a observar as alterações do muco vaginal e com o gráfico das temperaturas calcular o seu período fértil.


Adicionar Comentário