Cuidado as fraudes de reparação de crédito

Há uma série de fraudes de reparação de crédito por aí fora. Essas fraudes normalmente prometem ajudar a libertá-lo de um mau crédito, quando na realidade os “especialistas” que oferecem esses serviços, querem sobrecarregá-lo e envolvê-lo em actividades ilegais, ou até colocá-lo numa pior situação financeira.

Veja quais são as fraudes mais comuns:

  1. As empresas de reparação de crédito que lhe dizem para mentir sobre os pedidos de empréstimo ou sugerir que você obtenha uma segunda identidade.
    Isso é ilegal e desonesto. Se uma empresa lhe sugerir que você abra contas com um novo nome ou falsificar as informações sobre os pedidos de empréstimo, corra, e não olhe para trás.
    Você pode ser acusado de fraude por fazer isso – e será responsabilizado pelas suas acções, mesmo se estava a agir sob assessoria da empresa.
    Você certamente não deseja adicionar problemas jurídicos à desgraça do seu crédito.
  2. As empresas de reparação de crédito que cobram taxas ou que têm taxas escondidas para coisas que você poderia fazer de graça e por si mesmo – como elaborar um orçamento.
    Além disso, desconfie de empresas que pedem dinheiro adiantado.
  3. As empresas de reparação de crédito que prometem pagarem aos seus credores com o dinheiro que você lhes paga.
    Este é um golpe comum e apresenta um grande problema para o devedor.
    Veja como funciona: o devedor dá dinheiro para a empresa de reparação de crédito, presumivelmente para pagamento de dívidas.
    A empresa coloca o dinheiro numa conta de custódia, onde o valor inicial cresce.
    A ideia é que a empresa acabará por pagar as suas dívidas, quando o montante na conta corresponder ao valor das dívidas.
    O problema é que, entretanto, a empresa de reparação de crédito retira algum dinheiro da conta para despesas administrativas, enquanto que os credores vão ficando mais ansiosos, aumentando os juros sobre as dívidas e até mesmo avançando com uma acção legal contra o devedor.
    Este tipo de “ajuda de crédito” pode realmente estragar a sua pontuação de crédito!
  4. As empresas de reparação de crédito que o pressionam, que não o ouvem, ou que querem que você assine um contrato que você não leu.
    Essas empresas não são de confiança.
  5. As empresas que oferecem serviços de reparação de crédito rápido ou instantâneo – não importa quão mau é o seu crédito.
    Esta é simplesmente uma afirmação enganosa que nenhuma empresa pode legitimamente cumprir. Se você tiver um crédito muito mau, pode demorar anos para que seja totalmente reparado.
    Em muitos casos, essas empresas afirmam que conseguem remover o seu mau histórico de crédito do seu relatório de crédito.
    Esta é uma informação falsa.
    Você simplesmente não pode remover informações verdadeiras e precisas do seu relatório de crédito.
    É verdade que uma empresa de crédito deve investigar um pedido de informações imprecisas dentro de 30 dias, mas isso não significa que a empresa irá remover automaticamente as informações.
    Na verdade, se as informações forem precisas, os dados serão mantidos. As agências de crédito estão conscientes deste regime comum de reparação de crédito e tornaram-se muito bons a detectar isso.
    Muitas empresas de reparação de crédito (e até mesmo alguns indivíduos) vão tentar disputar cada problema num relatório de crédito, na esperança que a acumulação de disputas faça com que a empresa de crédito remova automaticamente os itens do relatório (à agência de crédito é legalmente exigido que remova itens contestados, que não foram investigados no prazo de 30 dias).
    Recuse-se a fazer negócios com empresas de crédito de ajuda que utilizam esta prática.
  6. Empresas que não lhe explicam os seus direitos ou que tentam tirar o seu dinheiro para as coisas que pode fazer você mesmo.
    Você pode obter cópias de seus relatórios de crédito – uma empresa que diz que você não o consegue fazer apenas lhe está a cobrar para fazer algo que muito facilmente você conseguia fazer sozinho.
    É uma prática desonesta, e as empresas que seguem estas práticas comerciais devem ser evitadas a todos os custos.
    Além disso, se uma empresa não o aconselhar sobre os seus direitos de crédito, então isso é uma indicação de que, em primeiro lugar eles não estão realmente do seu lado.
    Para quê fazer negócios com uma empresa que não o quer ajudar?

Adicionar Comentário