Como procurar trabalho no estrangeiro

Para quem não sabe, há cada vez mais empresas e organizações internacionais a recrutar em Portugal os profissionais que acham necessários para expandir o seu negócio, e isto nas mais variadas áreas.

Por isso, saber como procurar trabalho no estrangeiro pode ser uma vantagem. Se a sua opção é, de facto, ir trabalhar para fora, então deverá lançar mãos à obra e desde logo começar a investir na procura.

Mas quando estiver a tentar perceber como procurar trabalho noutro país vai-se deparar com desafios para os quais tem de se preparar de forma adequada, ou seja, a adaptação a outra cultura e língua, ficar vinculado a um regime de trabalho diferente do que conhece (bem como sistemas de proteção social e saúde distintos), e tudo no conjunto vai obrigar a uma séria e devida ponderação para tomar a decisão final.

  • Quando começar a procurar trabalho no estrangeiro, saiba que se deverá informar antes de partir, e isto porque antes de tomar a decisão final, deverá conhecer por inteiro as condições de vida no país de destino.
  • Se a sua escolha vai para países da União Europeia, saiba que deverá consultar o Portal Europeu da Mobilidade Profissional, o site do Eures Portugal, a Direção-Geral dos Assuntos Consulares e Comunidades Portuguesas. Por outro lado, se a sua escolha vai para países terceiros, deverá consultar o Instituto de Emprego e Formação Profissional, as Embaixadas do ou dos país / países de eventual destino e a Direção-Geral dos Assuntos Consulares e Comunidade Portuguesas.
  • Mesmo para quem está desempregado e a receber o Subsídio de Desemprego, deverá saber como procurar trabalho no estrangeiro, há possibilidades de procurar emprego “lá fora”. O que pode fazer é procurar trabalho noutro país da União Europeia, do Espaço Económico Europeu,  e mesmo na Suiça (pelo período de 3 a 6 meses mantendo o direito ao subsídio de desemprego, desde que cumpra as condições específicas.

Para quem ainda não sabe como procurar trabalho no estrangeiro, a primeira coisa que deverá compreender é que caso isso aconteça, se vai ter de preparar para o que vai acontecer e vai encontrar.

De qualquer forma, para curiosidade, alguns dos conselhos servem especialmente os destinos onde vai existir maior procura de mão-de-obra, como o Brasil, Angola, Moçambique, Colômbia, EUA, Canadá e China.

Por outro lado, se não estiver a receber subsídio de desemprego e pretender procurar trabalho noutro país de União Europeia ou fora dela, deverá dispor de um rendimento suficiente para se poder sustentar sem ter a necessidade de obter apoio financeiro e para que regresse a Portugal se não conseguir encontrar emprego durante a estadia que lhe foi permitida.

Por fim, antes de procurar trabalho no estrangeiro, saiba que deverá avaliar as suas competências. Deverá ponderar bem e não ir sem destino nem plano para poder focalizar as suas energias.


Adicionar Comentário