Como ajudar num parto de emergência

Se tiver de ajudar num parto de emergência, não se alarme, pois, na maioria dos casos, a situação resolve-se rapidamente e sem problemas.  Se a cabeça estiver fora, ampare a cabeça com as mãos em concha. Se parte das membranas cobriu a cabeça do bebé, retire-as com cuidado, mas rapidamente.

No trabalho de parto, existem trêsfases distintas: a primeira fase dura várias horas — até 14 na primeira gravidez, menos nas seguintes.

Durante esta fase, os músculos do útero começam a contrair-se para abrir o colo e deixar passar a cabeça da criança. As contracções, que provocam dores nas costas e na parte inferior do abdómen, ocorrem a princípio de 30 em 30 minutos. Pode haver corrimento de sangue da vagina no começo (rolhão mucoso). Gradualmente, as contracções tornam-se mais frequentes.

Quando um fluido aquoso corre da vagina, diz-se que se «rompeu a bolsa das águas». Trata-se da saída do líquido que rodeava e protegia a criança dentro do útero. Este rompimento pode ocorrer antes ou depois do início das contracções.

A segunda fase, durante a qual ocorre o nascimento, leva entre 15 minutos e 1 hora. As contracções aumentam de intensidade e a mãe sente vontade de fazer força.
A terceira fase dá-se depois de a criança ter nascido e é vital para a saúde da mãe. A placenta e as restantes membranas são expelidas por meio de novas contracções.

Preparativos para o parto

Forre o fundo de um berço com um cobertor dobrado, um xaile ou uma toalha. Prepare outro cobertor para cobrir o recém-nascido. Se não houver berço, utilize uma gaveta ou uma caixa de papelão.
Prepare uma cama ou uma superfície limpa (por exemplo, uma mesa) para a parturiente se deitar. Estenda uma toalha de plástico ou papel de jornal sobre a superfície e cubra-a com um lençol limpo ou uma toalha.

Obtenha uma tesoura limpa e fita de nastro ou semelhante. Corte três pedaços com cerca de 25 cm de comprimento cada um. Se for possível, esterilize as fitas e a tesoura, fervendo-as em água durante cerca de 10 minutos. Envolva-as num pano limpo. Não toque nas lâminas da tesoura esterilizada.

Dobre em três um cobertor no sentido transversal para cobrir o tronco da parturiente durante o parto. Embrulhe o cobertor num lençol limpo, se for possível.

A higiene é essencial

Lave as mãos e esfregue as unhas em água corrente antes do início do parto c tantas vezes quantas forem necessárias no seu decurso. Para as enxugar, sacuda-as ou passe-as por álcool.

O parto

Quando as contracções aumentarem de frequência ou a bolsa de águas se romper, diga à parturiente para se deitar na cama (ou na superfície preparada para o efeito) na posição que lhe for mais cómoda

Quando a segunda fase do trabalho de parto começar, a parturiente sentirá uma inequívoca vontade de fazer força. Nessa altura, as contracções serão de três em três ou de dois em dois minutos, e o nascimento está prestes a acontecer, posto que possa demorar ainda uma hora.

Diga à parturiente para deitar-se de costas ou de lado a cada contracção e para reter a respiração e fazer força, agarrando as coxas por detrás dos joelhos e puxando as pernas ao mesmo tempo. A primeira parte da criança a aparecer é geralmente o alto da cabeça, o que acontece, por norma, no auge das contracções. A princípio, a cabeça pode voltar a desaparecer entre as contracções, o que é perfeitamente normal.

Não toque na cabeça do recém-nascido quando ela aparecer

Diga à mãe que deixe de fazer força para que a criança não seja expelida com demasiada força.
Logo que os ombros estejam de fora, o resto do corpo da criança sairá sem dificuldade.
Cuidados depois do nascimento.

Quando o bebé estiver a respirar normalmente, deite-o suavemente de costas e ate e corte com a tesoura esterilizada o cordão umbilical, conforme a ilustração. Cubra o umbigo com uma compressa. Dê o recém-nascido à mãe, bem agasalhado, ou deita-o junto dela na cama para receber calor c sentir a presença dela, de lado e com a cabeça baixa para escoar qualquer muco remanescente.

Envolva a mãe em cobertores enquanto espera a expulsão da placenta, geralmente 5 a 15 minutos após o nascimento. Coloque uma bacia entre as pernas da mãe para recolher a placenta. O processo de expulsão pode demorar entre 5 e 20 minutos. Guarde a placenta para a mostrar mais tarde ao médico. Lave a parturiente, coloque-lhe um penso higiénico ou um penso improvisado com uma toalha e, se possível, da-lhe roupa limpa.


Adicionar Comentário