Compreender as notas e os termos musicais básicos

A maior parte das pessoas sabe cantar a escala básica — dó. ré, mi, fá, sol, lá, si, dó. Quando se lê música, relaciona-se esta e muitas outras sequências sonoras com um sistema de notas escritas.

As notas escrevem-se sobre ou entre as linhas das pautas dos graves ou agudos, possuindo cada nota a sua posição própria na pauta. Cada uma é designada pelas sílabas acima referidas de A a G.Principiando por qualquer uma das sílabas, as sequêneias de oito (oitavas) desenvolvem-se pela ordem indicada. O dó inferior está colocado no segundo espaço na pauta dos graves; o ré está colocado na terceira linha, e assim sucessivamente até ao si. logo por cima da pauta dos graves. O dó. central está suspenso numa curta linha suplementar entre as duas pautas.

Todos nós temos tendência para entoar as notas numa sequência de escalas «maiores». Contudo, as mesmas notas podem ser cantadas em escalas «menores», as quais emitem um som evocativo e melancólico, geralmente utilizado em passagens musicais mais tristes.

Sustenidos e bemóis

O intervalo entre duas notas sucessivas é ou um tom ou um meio-tom. Um sinal de sustenido à frente de uma nota, eleva a nota em meio-tom. Um sinal de bemol baixa-a em meio-tom; um bequadro restitui-a ao seu tom de origem.

Todas as escalas, excepto a dó maior, incluem, no mínimo, uma nota que terá que se baixar ou elevar para manter a sequência sonora correcta. Porque a tonalidade de uma peça está sempre relacionada com uma escala, ela incluirá os sustenidos e bemóis da escala. Em lugar de estes serem assinalados cada vez que ocorram, estão indicados logo a seguir ao sinal indicativo de clave, no início da pauta, tal como é apresentado na imagem. Os sustenidos e bemóis que ocorrem fora da clave têm a designação de acidentais.

Valores das notas

As notas são cantadas ou tocadas com durações ou valores temporais diferentes, dependendo de como estão escritas. A mais longa geralmente utilizada é uma nota aberta chamada semibreve. A mínima tem metade da sua duração. A seminima, uma nota cheia com uma perna, tem metade da duração da mínima. Uma colcheia, uma nota cheia com uma perna e uma pequena cauda ou então ligada por um traço a outras notas, tem metade da duração da seminima. Subsequentemente, as notas mais curtas são indicadas pelo número de caudas ou de traços paralelos. Cada duração tem o seu sinal correspondente de pausa, o qual está escrito para marcar uma interrupção na música durante aquele espaço de tempo exacto.

 

musica

Uma nota ou uma pausa podem ser prolongadas em metade da sua duração, acrescentando-se-lhes um ponto. Uma nota poderá também ser ligada à nota seguinte, a qual não emite som, mas prolonga a duração da primeira nota.

Tempo

O ritmo de uma peça de música está dependente das notas que são acentuadas. Isto geralmente é representado por uma sequência marcada por um número regular de batimentos num compasso. A fim de indicar onde aparecem estas divisões, coloca-se uma barra vertical atravessando as duas pautas. Uma barra dupla indica o fim de um trecho musical.

O número de batimentos num compasso é apresentado numericamente pelo sinal indicativo de compasso. O denominador indica qual a duração da nota que constitui a unidade básica — o número 2 significa uma mínima, o 4 uma semínima, o 8 uma colcheia, etc. O numerador indica quantas unidades existem num compasso.

Uma descrição mais geral da velocidade e estilo de uma passagem é designada por um termo musical, frequentemente em língua italiana, escrito por cima da pauta. As passagens poderão, de igual modo, ser marcadas especificamente, por exemplo, com p (piano), significando suave, ou com f (forte), significando forte, ou marcadas com um crescendo (som a aumentar) ou diminuindO (som a diminuir até desaparecer, como que a morrer).

Os acordes, uma nota de base combinada com notas relacionadas entre si tocadas ou cantadas em conjunto, imprimem força e riqueza à música. Num coro as diferentes vozes tomarão diferentes notas dos acordes.

Aprender música

E possível aprender os rudimentos da música em casa, mas, para aumentar os conhecimentos musicais, terá de procurar um professor qualificado. Se gosta de cantar, inscreva-se num grupo coral da localidade onde vive. Se quiser aprender a tocar um instrumento musical, informe-se junto de associações locais.


Adicionar Comentário