Como fazer pequenas reparações e substituir as cordas a Violinos

Um bom violino deve ser reparado por um profissional. Pode, no entanto, fazer em casa pequenas reparações a um vio­lino barato.

As peças para as substituições ven­dem-se nas lojas de instrumentos musi­cais. Assente o violino em cima de papel ou de um pano enquanto está a trabalhar.

Como fixar um tampo descolado:

Com uma faca de lâmina achatada, raspe a cola velha do intervalo que fica entre o tampo e o cavalete. Com a mesma faca, aplique cola nova nesse intervalo (use de preferência cola específica ou cola PVA para madeira). Aperte as peças coladas com um grampo em G, colocando pequenos pedaços de aglo­merado de madeira entre elas, a patilha e a roseta do grampo para evitar marcar ou fazer mossas na superfície do violino.  Retire o excesso de cola e deixe o instrumento apertado com o grampo durante 2 horas.

Como adaptar um «mentonníer».

Este descanso para o queixo adapta-se ao lado da ilharga com porcas de jun­ção apertadas com uma chave, geral­mente fornecidas com o descanso, mas pode utilizar-se também para o efeito arame rijo. Certifique-se de que o des­canso não toca no estandarte para não vibrar quando o instrumento é tocado.

Como substituir as cordas:

Nunca retire as cordas todas ao mesmo tempo para evitar deslocar a alma. Substitua uma corda de cada vez pela seguinte ordem: mi, lã. ré, sol. Comece por fixar primeiro a corda ao estandarte e depois nas cravelhas da cabeça, situada junto da voluta.

Introduza a ponta roscada do estica­dor da corda do mi no correspondente orifício do estandarte e aparafuse a porca serrilhada ao esticador. Forme uma argola com a ponta da corda do mi e introduza-a no esticador, colocando o pequeno tubo plástico sobre o cavalete para não correr o risco ele o danificar e não abalar o som.

Introduza a outra ponta da corda no orifício da respectiva cravelha, dei­xando uma ponta de 2,5 cm de fora. Rode a cravelha no sentido do movimento dos ponteiros do relógio até que a corda fique em tensão, certificando-se  de  que   não  a  torce.

Proceda da mesma forma para colo­car as outras cordas na Cabeça do vio­lino, mas não no estandarte. Dê um nó nas pontas das cordas do lá e do ré e introduza os nós nos orifícios do estan­darte: em seguida, enfie as cordas pelas ranhuras estreitas. Coloque a corda do sol passando a ponta enrolada em forma de argola pelo orifício do estan­darte e enfiando novamente a corda pela argola. (Actualmente, muitas mar­cas de cordas trazem já uma bola na ponta para fixar no estandarte.)

Como  substituir  uma  cravelha.

Quando uma cravelha está tão gasta que já não mantém a corda esticada, substi­tua-a por outra nova. As cravelhas novas são em geral ligeiramente mais grossas do que o necessário. Desbaste a crave­lha com uma lima fina e alise com lixa.

Introduza a cravelha nos orifícios e rode-a algumas vezes até que apareçam dois sulcos brilhantes à volta. lista ope­ração destina-se a ajustar a cravelha e a permitir que ela rode e fixe bem, Colo­que novamente a cravelha no lugar e faça uma marca a lápis na ponta saliente a 3 mm tia borda da cabeça. Retire a cravelha, serre o excesso com uma serra de dentes finos e alise o corte com lixa. Coloque novamente a cravelha no lugar e marque o seu ponto central entre os dois lados da cabeça. Retire a cravelha e broque um orifício de 2 mm para a corda no centro marcado.

Como substituir o cavalete:

Existem à venda cavaletes com pés reguláveis, mas no caso de certos instrumentos pode ser preferível ajustar os pés ao tampo do violino, passando-os com lixa fina.

Para fazer esta operação, coloque um bocado de lixa, com o lado rugoso para cima, no ponto onde vai montar o cavalete e esfregue-o na lixa, fazendo-o passar para trás e para a frente. Em seguida, assente o cavalete no tampo, entre os orifícios em forma de f, ali­nhado com o corte central dos orifí­cios. Certifique-se de que os pés do cavalete se ajustam bem ao lampo.

Lime a parte de cima do cavalete de modo a ficar aproximadamente com a mesma forma curva do ponto. Visto da voluia, o lado do cavalete onde fica a corda do sol deve ficar cerca ele 6 mm mais alto do que o braço, e o lado tia corda do mi, 5 mm mais alto. Lixe.

Sirva-se de um xizato para cortar qua­tro entalhes em forma de V do alto do cavalete para as cordas; abra os dois entalhes exteriores a 3 mm das bordas e localize os outros dois entalhes a inter­valos regulares. Esfregue os entalhes com a mina de uma lapiseira ou lápis, coloque o cavalete na posição correcta (não o cole) e depois as cordas.

A alma. Não tente corrigir a posição ela alma — um pedaço de madeira de pinho entalado verticalmente no inte­rior do violino, imediatamente abaixo do cavalete. Se a alma sair do lugar em consequência de uma pancada ou de uma queda, mande arranjar o violino a um profissional.


Adicionar Comentário