Como Fazer para Tirar Nódoas

A eficácia na remoção de uma nódoa depende da rapidez com que actuar, mas também da correcta identificação da substância que esteve na sua origem. Por isso, evite qualquer precipitação: se optar por um tratamento inadequado, corre o risco de fixar a nódoa de forma permanente, em vez de a remover.
Pode saber mais informação sobre limpeza e remoção de nódoas aqui

 

Regras básicas para tirar nódoas

 

1. Comece por remover o excesso do produto. Tente absorver a nódoa com papel de cozinha ou um lenço de papel. Para maiores quantidades e em tecidos mais resistentes, pode utilizar uma colher ou um pedaço de cartão. Evite esfregar e faça movimentos do exterior para o interior da nódoa, para que não aumente.

 

 

2. Depois de identificar a origem da nódoa e o produto mais indicado para a eliminar, verifique a resistência do tecido, experimentando num local pouco visível (a bainha, por exemplo) com um pano branco. Se o tecido desbotar, terá de optar por outro produto. Depois de removida a nódoa, passe bem por água para eliminar quaisquer resíduos do produto utilizado.

 

3. Se ficar uma auréola depois de ter limpo a nódoa, pode ser necessário utilizar produtos branqueadores ou tingir a peça. Os tecidos brancos e laváveis podem ser branqueados por completo. Nas roupas de cor, pode fazer-se uma aplicação local de sumo de limão, per-borato de sódio, ácido cítrico, água oxigenada ou vinagre. Mas é conveniente experimentar primeiro numa zona pouco visível do tecido. Utilize um pano branco que não largue pêlo e faça a aplicação ao de leve, para não danificar a cor do tecido. Enxague abundantemente, para evitar que eventuais resíduos do produto possam actuar durante a secagem ou quando passar a ferro, estragando o tecido.

 
4. Saiba dicas detalhadas sobre a remoção de manchas neste site dedicado a nódoas e limpezas.

ATENÇÃO! Quando utilizar um tira-nódoas: – leia atentamente as instruções de utilização; – trabalhe ao ar livre ou numa divisão bem arejada; – não fume nem trabalhe perto de uma chama ou de qualquer fonte de calor; – utilize apenas panos ou papéis de cozinha brancos; – aplique o produto do exterior para o interior da nódoa, para que esta não alastre; – tenha em conta que, por vezes, só com uma segunda aplicação ou uma lavagem suplementar se consegue eliminar completamente uma nódoa.

 

Tirar Nódoas de origem desconhecida

 

Quando não se consegue identificar a causa da nódoa é melhor utilizar um método totalmente eficaz. Misture 1 colher de chá de água oxigenada a 3% com um pouco de cremor-de-tártaro ou pasta dentifrica que não seja em gel. Coloque esta pasta num pano macio e esfregue na nódoa, passe por água.

As nódoas mais frequentes:

 

Nódoa de Alcatrão

 

São geralmente difíceis de eliminar. Experimente glicerina, aguarrás ou petróleo branco (sem corante) e remova os resíduos com álcool desnaturado. Outro método possível consiste em pôr uma camada de manteiga sobre os dois lados da nódoa, absorver com tricloroeti-leno ou benzina e, em seguida, lavar com água e sabão. Enxague abundantemente em água, Para tirar nódoas de alcatrão da superfície de um automóvel, amoleça as manchas com óleo de linhaça. Esfregue com um pano macio impregnado do mesmo produto.

 

Nódoa de Baton

 

– em tecido: limpe com álcool ou um produto tira-nódoas. Elimine os vestígios de cor com uma solução de água e lixívia, aplicada com cuidado; – em couro: utilize álcool desnaturado. Absorva cuidadosamente e, em seguida, aplique um produto específico para o tratamento do couro. Bebidas alcoólicas As nódoas são provocadas pelos corantes ou pelo açúcar presentes na composição das bebidas.

 

Café – nódoa recente:

 

enxague com água morna e, em seguida, lave; – nódoa seca: limpe com glicerina aquecida e lave com um detergente com enzimas. Limpe também com shampoo de alcatifas.

 

Nódoa de Caril

 

Limpe com glicerina.

 

Nódoa de Cera para madeira

 

Se a cera estiver endurecida, comece por a amolecer com glicerina ou vaselina. Em seguida, coloque o tecido entre duas camadas de papel absorvente e passe a ferro. Finalmente, limpe com tri-cloroetileno ou álcool desnaturado diluído.

 

Nódoa de Cera de vela

 

– em madeira: amoleça a cera com o auxílio de um secador de cabelo e retire-a com papel absorvente. Termine com um tira-nódoas; – em tecido: coloque o tecido entre duas folhas de papel absorvente e passe com o ferro de engomar bem quente. Repita a operação até que a mancha de gordura desapareça. Se necessário, termine com álcool ou um tira-nódoas.

 

Nódoa de Cerveja – em algodão e lã:

 

limpe com água morna, eventualmente misturada com álcool desnaturado; – em seda: limpe com álcool desnaturado diluído a 50 por cento.

 

 

Nódoa de Chá (sem leite) •

 

Em tecido lavável: – nódoa recente: borrife abundantemente com água muito quente antes de lavar; – nódoa seca: limpe com sumo de limão, por exemplo, • Tecido não lavável: borrife com água morna. O álcool desnaturado pode ser eficaz. • Nódoa com leite: veja em Leite.

 

Nódoa de Chocolate

 

Limpe o mais rapidamente possível com água morna e um detergente com enzimas. Se o tecido o permitir (verifique a etiqueta), branqueie.

Chocolate Remova com Champoo de Alcatifa ou um tira- nodoas.

 

Nódoa de Clara de ovo

 

– nódoa recente: lave o tecido com água fria;

– nódoa seca: deixe de molho numa solução de detergente com enzimas. Lave com amónia ou álcool diluído.

 

Nódoa de Cola

 

– Cola em bisnaga ou boião: limpe com álcool ou um tira-nódoas;

– Cola de etiquetas ou fita adesiva: utilize álcool ou, se necessário, éter;

– Cola de contacto: limpe com petróleo.

 

Nódoa de Ferrugem

 

Molhe a nódoa e, se possível, estenda a peça sobre um recipiente. Aplique sumo de limão, vinagre ou ácido cítrico até a nódoa desaparecer (entre 12 e 24 horas). Lave em seguida. Se necessário, utilize um tira-nódoas anti-ferrugem.

 

Nódoa de Fruta

 

Passe primeiro por água fria e, em seguida, por água quente.

 

 

Nódoa de Gema de ovo

 

– nódoa recente: lave com água morna e sabão;

– nódoa seca: raspe o excesso e, em seguida, lave com água morna e sabão.

 

Nódoa de Gordura

 

– tecido lavável: absorva o máximo possível com produtos absorventes (pó de talco, por exemplo) ou raspe. Limpe com tricloroetileno. Em seguida, lave e enxague abundantemente. Atenção: para eliminar óleo de cozinha, comece por utilizar aguarrás. Se lavar logo com detergente deixa de existir forma de o tirar; – tecido não lavável e couro: aplique uma mistura de pó de talco e aguarrás ou tira-nódoas. Em alternativa, leve a peça à lavandaria, para uma limpeza a seco; – nódoa espessa de produtos gordos (vaselina, por exemplo): raspe antes de passar a ferro, entre duas camadas de papel absorvente. Remova os vestígios com um tira-nódoas.

– coloque água gaseificada sobre a nodoa e esfregue com suavidade. Em tecidos menos delicados, como alcatifa ou carpetes esfregue vigorosamente.

 

Nódoa de Graxa de sapatos – Veja em Cera.

 

Nódoa de Laca

 

– Utilize acetona.

 

Nódoa de Lama

 

Polvilhe a nódoa com sal e deixe secar, antes de escovar ou aspirar. – tecidos laváveis: lave com água e sabão; – tecidos não laváveis: limpe com água morna e um pouco de amónia; – couro: remova os resíduos com uma borracha.

 

Nódoa de Lápis de cor

 

– Aplique um tira-nódoas.

 

Nódoa de Leite

 

– nódoa recente: enxague com água fria ou morna e lave com sabão;

– nódoa seca: utilize água quente e ácido bórico ou uma mistura composta por 1 volume de amónia, 5 volumes de álcool e 5 volumes de água.

Manteiga ou Molho – Veja em Gordura.

 

Nódoa de Pastilha elástica

 

Se possível, coloque a peça no frigorífico até que a pastilha esteja completamente dura. Em seguida, poderá retirá-la de uma só vez e raspar os resíduos. Em alternativa, passe um cubo de gelo pela pastilha. Dissolva eventuais resíduos com álcool desnaturado ou tricloroetileno.

 

Nódoa de Relva

 

Limpe com álcool ou tira-nódoas. Em alternativa, utilize uma mistura de 50 centilitros de água, a mesma quantidade de amónia e 5 centilitros de água oxigenada. Deixe que a nódoa absorva o líquido e lave com água fria.

 

Nódoa de Resina

 

Estas nódoas são bastante difíceis de eliminar. Experimente com aguarrás.

 

Nódoa de Sangue

 

• Tecido lavável

– nódoa recente: lave com água fria, eventualmente com um pouco de vinagre;

– nódoa seca: mergulhe a peça em água salgada ou em água com um pouco de bicarbonato de sódio, antes de lavar com água morna e sabão. Limpe as nódoas difíceis com um produto especial para as nódoas de ferrugem. Se permanecerem auréolas amareladas, limpe cuidadosamente com água oxigenada a 3 por cento com umas gotas de amónia ou ácido cítrico.

• Tecido não lavável:

molhe a nódoa com água salgada. Humedeça com um detergente e, se necessário, limpe com água oxigenada a 3 por cento. Experimente a solução numa zona pouco visível da peça.

 

Nódoa de Tinta de escrever

 

• Caneta de tinta permanente: – em tecido: enxague com água fria ou morna antes de aplicar detergente não diluído. Se a nódoa persistir, deite algumas gotas de álcool e lave. O algodão branco e o linho toleram os produtos branqueadores. Para tecidos de lã e algodão branco pode também utilizar sumo de limão e água; – em couro sintético ou plástico: limpe com álcool desnaturado; – em madeira: limpe com vinagre as nódoas recentes; – em carpetes: tente absorver a nódoa e retire o restante com um produto de lim¬peza para carpetes.

• Tinta de esferográfica: – em tecido: enxague com água fria ou morna e limpe com álcool desnaturado, antes de lavar com água bem quente. Passe por água; – em couro sintético ou plástico: utilize álcool desnaturado. Pode tentar com acetona, mas nem todos os plásticos a suportam. Em alternativa, vaporize a nódoa com laca para cabelo. Limpe e seque bem; – em couro: experimente com sumo de limão ou vinagre diluídos em água, num local pouco visível, antes de aplicar. Em seguida, encere.

• Tinta de impressão: limpe com álcool desnaturado ou aguarrás.

 

Nódoa de Tinta de pintar

 

– nódoa recente: retire o máximo com uma faca, uma colher ou papel absorvente. A tinta plástica é limpa com água e sabão, enquanto para a tinta de água se utiliza água com vinagre. As outras tintas e vernizes são removidos com diluente, acetona ou aguarrás;

– nódoa seca: raspe e limpe o restante com aguarrás. A tinta plástica é difícil de retirar depois de seca. Pode ter de optar pela limpeza a seco.

 

Nódoa de Transpiração

 

Lave o mais rapidamente possível, para não deteriorar as cores, com água e detergente para a roupa. Para atenuar o mau odor persistente na roupa, enxague com água salgada (4 colheres de sopa de sal para 1 litro de água).

 

Nódoa de Urina

 

– nódoa recente: se ainda estiver húmida, polvilhe com pó de talco, fécula de milho ou de batata. Deixe secar antes de escovar ou aspirar. Geralmente, depois desta operação, não fica qualquer auréola; – enxugue a maior quantidade que puder, deite água gaseificada sobre a area manchada e enxugue novamente. Remove a mancha e o odor.

– nódoa quase seca: molhe, antes de aplicar o mesmo método. Se necessário, branqueie os resíduos da nódoa; – nódoa seca: tente limpar com vinagre. Em seguida, lave e enxague.

 

Nódoa de Vinho

 

– vinho tinto: molhe imediatamente a nódoa com vinho branco. Se não resultar, humedeça e polvilhe com sal de cozinha. Remova o sal assim que secar e lave com água quente. Eventualmente, branqueie com lixívia diluída em água;

– vinho branco: polvilhe a nódoa com sal e proceda da mesma forma.


3 comentários

  1. IP Jornal 22 de Junho de 2010
  2. Elisa Sousa 24 de Março de 2011
  3. Cris 16 de Janeiro de 2015

Adicionar Comentário