O que é o Montante, Prazo e Preço num Crédito

Um crédito (independentemente da finalidade a que se destina) conta com três elementos fundamentais: montante, prazo e preço. O último é, regra geral, definido por uma taxa de juro. Da combinação dos três resulta o valor da prestação, ou seja, o montante a pagar periodicamente pelo empréstimo.

 

 

Montante do crédito

 

Capital de que precisa e para o qual não tem recursos próprios suficientes ou não quer utilizá-los. E expresso em euros (apesar de haver instituições que, em casos raros, concedem empréstimos noutras divisas) e o seu limite máximo varia com a finalidade e o tipo de crédito. Nos empréstimos com garantia pessoal, destinados ao consumo, o montante máximo ronda, regra geral, € 30 000, embora possa haver propostas com valores mais altos.

 

Quando há garantias reais, por exemplo, um penhor de aplicação financeira, a propriedade de um carro ou a hipoteca de um imóvel, os montantes máximos são mais altos. Se a garantia for um imóvel, o empréstimo é chamado hipotecário. No crédito à habitação, por exemplo, o limite máximo depende do valor de avaliação atribuído à casa. O financiamento é limitado sob a forma de percentagem, ou seja, os bancos emprestam, por exemplo, até ao máximo de 80% do valor da casa.

 

 

Prazo do crédito

 

Refere-se ao período acordado para o consumidor restituir o montante que o banco lhe adiantou e pode ser expresso em anos ou meses (ou dias, embora não seja comum para clientes particulares). Nos créditos ao consumo, o mais comum é de 5 anos (60 meses). Já no crédito à habitação pode ir até 50 anos.

 

 

Preço do crédito

 

Obter um empréstimo pode implicar pagar um prémio ou contrapartida a quem empresta. As instituições de crédito fazem disso o seu negócio, pelo que cobram um preço, designado juro. Apesar de ser possível definir um montante de juros logo à partida, o mais comum é ser apresentada uma taxa de juro em percentagem, para aplicar sobre o capital. Trata-se da taxa nominal, que define o preço. Quando é apresentada em termos anuais, chama-se taxa de juro anual nominal (TAN).


One Response

  1. Manuel Rodrigues 8 de Outubro de 2012

Adicionar Comentário