O marketing no arranque de uma empresa

Se a sua empresa está a dar os primeiros passos, terá de enfrentar um conjunto de decisões que as empresas estabelecidas já tomaram. As companhias mais antigas têm já uma imagem criada que podem desenvolver, enquanto que a sua recém-criada empresa dispõe de uma página em branco para escrever a história de sucesso que mais lhe agradar. Antes de elaborar uma estratégia de comunicação, descubra a resposta para estas perguntas:

  • Qual o tipo de cliente que pretende atrair?
  • Como irá o seu produto concorrer com as opções já disponíveis no mercado?
  • Qual o tipo de imagem empresarial que precisa de construir para captar a atenção, interesse e confiança do seu potencial cliente?

Uma empresa cuja área de negócio é a prestação de serviços a grandes empresas não vai, certamente, oferecer brochuras à porta do supermercado local. Terá de projectar uma imagem muito mais profissional e personalizada, através, por exemplo, de apresentações personalizadas ou cartas impressas em papel de alta qualidade, acompanhadas de um folheto que crie um impacto positivo. Por outro lado, uma empresa orientada para clientes com um poder de compra reduzido, não deverá servir-se de anúncios demasiado exuberantes, para que isso não seja interpretado como uma indicação de que os preços praticados são demasiado elevados. Para que o seu início de actividade seja feito com base num plano de marketing adaptado às necessidades específicas da sua empresa, defina o perfil do seu cliente-alvo e, em seguida, elabore uma estratégia de comunicação capaz de o fazer pensar que o seu produto é mesmo indicado para ele. Dedique especial atenção a identificar os seus clientes, a definir preços, a apresentar o seu produto, a avaliar a concorrência, a definir metas e objectivos, a lutar por um espaço próprio no mercado e a encontrar as estratégias de comunicação mais adequadas.

Lançar o seu programa de marketing

Os empresários abandonam tudo para se dedicarem exclusivamente ao marketing em três momentos cruciais:

  • no arranque da empresa;
  • quando é necessário acelerar o crescimento da empresa;
  • perante um precalço no caminho para o sucesso, o que pode acontecer, por exemplo, devido a uma quebra nas vendas provocada por ameaças económicas ou concorrenciais.

É bem provável que a sua empresa esteja a viver uma destas três situações. Enquanto se prepara para apostar tudo numa campanha de marketing bombástica, recue uma página ou duas e recorde que marketing não é só vender. É, sim, atrair os clientes com bons produtos e sólidas estratégias de comunicação e depois saber manter esses clientes com produtos e serviços que não se limitem a corresponder às expectativas dos clientes, mas as superem largamente. Como recompensa, a fiabilidade do seu produto repercutir-se-á, criando listas de novos clientes.


Adicionar Comentário