Os 3 princípios para se tornar um orador cativante

É surpreendente como o fato de se tornar um orador cativante assenta apenas em três princípios importantes.

Conheça os três princípios simples para se tornar um orador cativante.

Aqui estão as três coisas que caracterizaram oradores notáveis ao longo dos anos. Aprenda a incorporá-las no seu discurso também.

1. As Ideias Certas

Sempre que você abre sua boca para falar, as pessoas querem escutar as ideias que afloram na sua cabeça. Mesmo que você esteja falando com um amigo sobre a qualidade da comida em um novo restaurante, seu amigo quer ouvir como você acha que é a comida.

Sempre que seu chefe abre a boca para dizer algo, você quer escutar o que ele tem a dizer. Entendeu aonde quero chegar? É o que você fala que interessa, e não como você fala. Tenha isso em mente, principalmente quando fala em público. Pense nas questões sobre as quais falará; não é verdadeiramente importante que você não use as palavras certas.

2. Os Gestos Certos

Sua linguagem corporal é uma parte importante de você mesmo quando você está falando. Se você tiver uma postura muito rígida, você passará a imagem de muito nervoso e preocupado com o que você vai dizer.

Se você tiver uma postura muito descontraída, você passará a imagem de um arrogante. Portanto, você tem que achar um equilíbrio. Fique à vontade, mas não relaxado.

Mais importante são os seus gestos. Mexa suas mãos enquanto fala mas não em demasia. Enfatize questões centrais com gestos correspondentes. Isso fará com que até o ouvinte preguiçoso fique atento.

Faça sempre contato visual com seus ouvintes. Para além de fazê-los sentir que você está falando diretamente com eles, você também tem uma ideia do que eles estão pensando quando você fala.

orador cativante

3. A Concentração Certa

Apesar de não parecer verdade enquanto você os ouve falar, todos os oradores eficazes estão extremamente concentrados no que eles estão dizendo. Eles se colocam de corpo e alma no que estão dizendo. Eles estão tão focados no que estão dizendo que eles podem até pensar em novas questões enquanto estão falando.

É assim que os grandes discursos são feitos e não recitando o que ficou guardado na ‘decoreba’.

Isso também inclui o estado de alerta. Oradores eficazes são pessoas bem perspicazes. Eles estão extremamente atentos às reações da plateia. Um bocejo abafado, uma aparência cansada, um olhar de saturação, nada passa desapercebido. Eles levam tudo em consideração e avaliam o que a plateia está achando do que eles dizem. Eles ficam com uma ideia quando o público não gosta de algo que eles disseram. Isso dá a eles a oportunidade de justificar seus pontos de vista com vista a ganhar a plateia. Por outro lado, eles também podem se aperceber quando a plateia está perplexa. Se isso acontecer, eles podem tentar reformular a questão de uma forma mais simples.

A conclusão fundamental é que você deve estar atento aos sentimentos de sua plateia. Isso te dá a oportunidade de continuar trabalhando seu discurso enquanto você o está dizendo, de forma a fazê-lo soar melhor para o seu público.


Adicionar Comentário