Como evitar ou reduzir as comissões bancárias

Desde sempre os bancos cobraram comissões sobre os serviços bancários que prestam aos seus clientes.
Mas, actualmente devido à crise económica portuguesa e europeia, os bancos estão a criar novas comissões e a aumentar as comissões já existentes.
Saiba como evitar estes custos extra.

Todos os dias ouvimos falar do débil estado financeiro de algumas instituições pela Europa e Portugal está num dos primeiros lugares dessa lista, infelizmente.

De forma a solidificarem as suas posições no mercado, várias instituições financeiras aproveitam para aumentar o valor das comissões bancárias e assim se protegerem da crise. Mas existe como evitar este peso extra na carteira. Siga os nossos conselhos e verá que não irá sentir quase nenhum impacto destas alterações.

  • Agora mais que nunca deve fazer muitas comparações entre os bancos, e perceber qual o que oferece as melhores condições às taxas mais baixas. Uma vez que o Banco de Portugal obriga as instituições bancárias a terem o preçário actualizado publicado, pode comodamente consultar a informação de vários bancos através da Internet.
    Outra vantagem é que a afixação dos preços tem que ser feito segundo os mesmos parâmetros, ou seja consegue facilmente comparar um mesmo serviço em várias instituições.
  • Se for uma pessoa que se dá bem com as novas tecnologias e não considera relevante o banco ter um balcão de atendimento ao público, também pode optar pelos ?bancos virtuais?. São bancos que por não terem estrutura física, não têm despesas, logo têm capacidade para praticar preços mais competitivos.
  • Quanto às despesas de manutenção ou a gestão da conta existem formas de evitar estes encargos. Tanto os jovens como os pensionistas têm essa regalia. Se aderir a uma conta do tipo conta-ordenado, ou seja domiciliar o seu ordenado na instituição bancária, além de ter acesso a um plafond de crédito, que em alguns bancos apresenta uma taxa de juro mais baixa que a de um cartão de crédito por exemplo, também fica isento das despesas de manutenção.
  • Homebanking – outro conselho que fica é tentar fazer o máximo de operações pelo canal electrónico, isto é, através das caixas da rede Multibanco, através do telefone ou da Internet. Isto porque a diferença de preços em relação ao fazer as operações no balcão é ainda significativa.
  • No que respeita aos cartões informe-se bem acerca das ofertas existentes, pois até pode encontrar algum que não cobre a anuidade ou que esta represente um valor mais reduzido.
  • Finalmente, o facto de ter todos os produtos no mesmo bancooferece-lhe vantagens, nem que seja no custo dos serviços que com certeza será mais baixo. Além disso, se quiser pedir um crédito vai também beneficiar de uma melhor taxa de juro, entre outras taxas. 

Adicionar Comentário