Como treinar judo

O judo, «via da suavidade», é uma modalidade olímpica originária do Japão. Foi seu criador Jigoro Kano, que adaptou as técnicas de luta do antigo jiu-jitsu, eliminando as mais perigosas e inventando as quedas amortecidas, que viriam a permitir a prática em segurança deste novo desporto.

A escola Kodokan foi o berço do judo. Codificado em 1882, o judo Kodokan tem por lemas «Máxima eficiência com o mínimo esforço» e «Prosperidade e benefício mútuos». Daí o praticante dedicar tanta importância ao adestramento físico como ao aperfeiçoamento espiritual, ciente de que as vitórias dependem da exploração de qualquer ponto fraco, físico ou mental, detectado no opositor.O judoca veste um fato de pano branco reforçado (o judogi), formado por umas calças largas e quimono cruzando à frente. Este é apertado com um cinto cuja cor indica a graduação do praticante — branco para os iniciados até ao negro para um mestre (dan).

A melhor maneira de aprender é ingressar num clube de judo. Não necessita de estar apto a combater, mas, se não for muito jovem, faça um exame medico prévio, pois o judo pode contribuir para agravar problemas de costas ou de joelhos.

Como cair correctamente

No judo, a ênfase principal é dada à projecção do adversário, e já que todos os lutadores devem contar com quedas frequentes a primeira coisa que vai aprender num clube de judo é como cair correctamente — a queda amortecida. Esta aprendizagem ajuda-o a vencer o medo de ser projectado.

As regras mais simples para cair correctamente são: enrole-se tanto quanto possível; no instante imediatamente anterior ao impacto no solo, bata no tapete com o braço livre, com força, para amortecer o choque; encolha o queixo no peito para que a cabeça não seja atirada para trás. batendo no chão no momento do impacto.

Projecção. Uma vez dominada a técnica da queda, já pode aprender algumas projecções básicas. A posição e o sentido da oportunidade são mais importantes do que a força física. É essencial conseguir que o adversário se desequilibre. O tipo de projecção usado depende muito da oportunidade: os três tipos de projecção para os iniciados são o osoto-gari, o ipponseoinage e o ko-uchi-gari.

«Osoto-gari»

Quando o seu opositor avançar a perna direita na sua direcção, aproxime-se dele e use a sua mão direita para lhe agarrar a lapela do quimono ao nível da clavícula. leve a sua mão esquerda acima do braço direito dele e agarre-lhe o quimono pela manga.

Nesse momento, puxe para baixo com o seu braço esquerdo e empurre para cima com o braço direito para o forçar em desequilíbrio a apoiar-se sobre o calcanhar direito. Simultaneamente, dê um pequeno passo em frente com o pé esquerdo e aproxime-se até que o seu peito toque o do adversário.

Enrole a sua perna direita por trás da perna direita do adversário e faça-a recuar de modo a tocar com a parte detrás da coxa direita na dele e a levantar-lhe a perna do chão. Incline o tronco para baixo enquanto levanta a sua perna direita para trás.

«Ipponseoinage» (projecção por cima do ombro)

Partindo de uma posição frontal, utilize a mão esquerda para agarrar com firmeza a manga direita do seu opositor, perto do cotovelo, e avance o pé direito diagonalmente. Rode o pé esquerdo de modo a virar as costas ao seu adversário e dobre as pernas; ao mesmo tempo, eleve o braço direito, passando-o sob a axila direita do adversário. O seu bíceps direito deve ficar sob a axila do opositor, e o facto de puxar este com a mão esquerda assegura que o braço dele fique manietado, condição essencial para o sucesso da projecção.

Ao colocar-se em posição para a projecção, dobre as pernas e dê um impulso com o lado direito da anca. Puxe para a frente e para baixo com os braços, dobre o corpo para a frente, estique as pernas e projecte o adversário das suas costas e do ombro direito.

«Ko-uchi-gari»

Esta é uma projecção de perna muito rápida, usada quando o opositor tem as pernas mais afastadas do que o normal. Agarre-lhe a manga direita junto ao cotovelo com a sua mão esquerda e o quimono, na junta da clavícula esquerda, com a mão direita.

Mova os pés de modo a virar-se ligeiramente para a esquerda; em seguida, lance o pé direito por entre as pernas do adversário e aplique a planta do pé abruptamente no calcanhar do pé direito dele, empurrando-o para trás. Empurre em frente e para baixo com ambas as mãos e reforce a pressão usando o peso do seu corpo para o empurrar para o tapete. Não caia em cima do adversário.

Imobilização

No judo de competição, uma imobilização pode significar uma vitória — o adversário deve ser mantido de costas no chão durante 30 segundos. Uma imobilização básica é a kesagatame. Sente-se junto à axila direita do adversário. Prenda-lhe o braço e a cabeça com firmeza, Afaste as suas pernas.

As chaves e os estrangulamentos usados para forçar um adversário a render-se requerem ensino especializado. Os estrangulamentos, em especial, podem ser perigosos, e por esse motivo muitos instrutores não os ensinam a pessoas de idade inferior a 16 anos.

Para indicar a desistência, bata de leve no seu adversário ou no tapete duas vezes — o adversário deve libertá-lo imediatamente.

praticar-judo


Adicionar Comentário