Como jogar pólo aquático

O pólo aquático é um jogo de bola praticado numa piscina por duas equipas de sete nadadores. As medidas regulamentares da piscina são: 20-30 m de comprimento por 8-20 m de largura e altura mínima de água de 1 m. As duas balizas, de 3 m de largura e rede por trás. situam-se nos topos da piscina. Os jogadores utilizam uma bola impermeável de insuflar, com peso máximo de 450 g. Cada equipa dispõe de quatro jogadores suplentes. O jogo processa-se em quatro partes de cinco minutos cada uma (tempo efectivo), com um intervalo de dois minutos entre cada parte. O jogo principia com as equipas alinhadas ao longo das respectivas linhas de baliza. O árbitro apita e lança a bola para o centro da piscina. Antes de poder ser marcado um golo, pelo menos dois jogadores de qualquer das equipas devem ter segurado na bola. Os jogadores podem utilizar qualquer parte do corpo, com excepção do punho fechado, para fazer movimentar a bola. À semelhança do que sucede no futebol, o guarda-redes possui maior liberdade para tocar na bola, mas não deve fazê-lo ultrapassando a linha de centro. Pode rematar a bola à baliza contrária de qualquer ponto da sua metade da piscina. Depois da marcação de um golo, os jogadores podem tomar posição em qualquer local dentro das respectivas áreas. Recomeça a partida um jogador da equipa que não marcou golo, o qual passa a bola a outro companheiro de equipa, que deve encontrar-se por trás da linha de centro quando recebe a bola. Um jogador comete falta, entre outros motivos, se: ultrapassar a linha de fundo antes de o árbitro dar o sinal; se agarrar aos postes da baliza; se apoiar às bordas da piscina para tomar balanço; ficar de pé ou andar sobre o fundo da piscina durante o jogo; tocar na bola com as duas mãos (excepção feita ao guarda-redes); segurar ou prender a bola debaixo de água quando atacado pelo adversário. Entre as faltas que dão origem à marcação de castigos ou grandes penalidades, incluem-se: prender ou fazer mergulhar um adversário que não esteja a segurar a bola, dar pontapés ou bater num adversário ou desobedecer ao árbitro. O jogador em falta pode ser expulso do jogo ou, em determinadas circunstâncias, o árbitro pode marcar uma grande penalidade, isto é, conceder à equipa contrária um lance directo à baliza da equipa penalizada.


One Response

  1. Vinicius Brandao 29 de Maio de 2012

Adicionar Comentário