Como fazer Surfing

A maioria das praias das costas portuguesas, especialmente as da costa oeste, apresentam ocasionalmente condições próprias à prática do surfing. Nem sempre as ondas maiores são as melhores; é mais importante que sejam compridas, rebentando regularmente ao longo do seu comprimento. O praticante de surf tem de ser um bom nadador e ter alguma confiança nas ondas grandes se não tem prática de nadar em mar bravo, não se deixe tentar sem primeiro ter a certeza de que não terá problemas.
A maneira mais simples de fazer surf é sem prancha, o chamado hody surfing, ou mais comummente, fazer carreirinhos. Pode fazer-se com ou sem barbatanas, mas a maior parte das pessoas fá-lo sem elas. Procure um sítio onde lhe pareça que as ondas estão boas e ainda tenha pé, pois se tiver os pés na areia será mais fácil dar o impulso inicial; à medida que a onda se aproxima, dê um impulso e comece a nadar rapidamente para terra, como se mostra na figura.

O belly-board, ou morey boogie, é uma prancha curta, sensivelmente rectangular, com a frente levantada e que é agarrada pelos lados com ambas as mãos, com o surfista deitado de barriga para baixo e as pernas fora da prancha. A técnica é semelhante à dos carreirinhos normais, mas, se tiver barbatanas — a maior parte dos praticantes usa-as — pode ir para mais longe e apanhar ondas maiores e mais compridas. O morey boogie é embalado com as mãos, a inclinação do corpo e as pernas, que vão dentro de água. Os melhores modelos têm um cabo preso com uma alça que se enfia no punho e se fecha com velcro para nunca se largar a prancha.
O surf com prancha, ou tábua (a maior parte das pessoas nem sequer chama surf às duas modalidades anteriores), é o tipo mais emocionante, mas também de longe o mais difícil, de surf. Há uma grande variedade de pranchas de vários tamanhos e com vários tipos de construção. As mais pequenas são mais manobráveis, mas também têm menos flutuabilidade, e, por isso, um principiante deverá experimentar primeiro uma prancha relativamente grande (1,80-2 m) o melhor é aconselhar-se com um praticante experiente antes de pensar em comprar uma prancha. Para conseguir fazer surf cm pé, controlar os movimentos e começar a fazer algumas habilidades, é preciso treinar muito e cair muitas vezes. Dado que as águas na maior parte da nossa costa são relativamente frias, é indispensável o uso de um fato de neoprene. As pranchas, tal como os morey boogies, têm um cabo preso com uma alça fechada por velcro, mas, no caso das pranchas, esta prende-se 210 tornozelo.
Em qualquer dos casos, se for apanhado numa corrente que o puxe para longe de terra, nade ou reme paralelamente à praia até sair da corrente e depois faça carreirinhos até terra. Nunca nade nem reme contra a corrente e nunca largue a prancha ou o morey boogie, se os tiver.


Adicionar Comentário