As melhores dicas para saber como poupar no talho

Como sabemos, uma parte considerável do orçamento familiar passa pela alimentação. Por isso, encontrar formas de poupar só nos vai ajudar na vida diária.

Para poder ajudar-se a si próprio, procure formas de poupar no talho. Basta ser criativo e ter uma boa gestão das economias. Apesar de o talho ser um local onde parece ser complicado poupar dinheiro, com algum jogo de cintura e criatividade, vai conseguir atingir o seu objetivo de poupança.

O essencial passa por saber que, mesmo no talho, deve comparar preços e ter a noção dos valores que são cobrados, quer nas grandes superfícies, quer no talho do seu bairro. Esteja atento às promoções que todos os dias existem, pois vai ajudar no controlo dos gastos.

Seguem-se algumas dicas de como poupar no talho.

 

talho

 

Não abdique de sugestões

Como tempo é dinheiro, pedir no talho que lhe cortem a carne e removam as gorduras, não é nada de mais, até porque não paga mais por isso. Não só vai estar a poupar tempo na cozinha, como estará a ganhar mais tempo para outras tarefas.

Aproveite e partilhe as suas intenções culinárias, ou seja, fale com o funcionário do talho acerca do que tem em mente para as refeições e pergunte por recomendações que lhe possa dar em relação a carnes alternativas e que não deixam de ir de acordo com a refeição que tem em mente. Acredite que vai descobrir como poupar dinheiro, sem estar a poupar no sabor da refeição.

Todas as semanas temos na caixa do correio panfletos promocionais, e no que toca ao talho, não é exceção. Não deite logo fora e dê uma olhadela, pois poderá encontrar promoções que lhe permitirão comprar em maiores quantidades, pelo que aproveite-as e vá congelando a carne.

Para os amantes de carne picada, quer se trate de hambúrgueres, empadão ou bolonhesa, passe a pedir uma mistura de carne bovina e de porco. Não só vai ficar mais barato como mais saboroso.

 

Criatividade como palavra de ordem

A criatividade na necessidade de poupar no talho acaba por ser uma mais-valia.

Se é daquelas pessoas que gosta de comprar apenas pernas, bifes ou peitos de frango, por exemplo, poderá poupar na conta do talho se comprar o frango ao quilo, pois muitas vezes o ir comprar apenas pernas / coxas vai implicar pagar o dobro. A opção é do mais fácil que há: compre três ou quatro frangos e leve-os inteiros para casa, onde poderá separar as pernas e peitos ou mesmo as asas, conforme gostar mais. Depois, basta guardar e condicionar.

Quanto à carcaça do frango, o que acontece é que nos esquecemos que ainda tem muita carne. Então, não desperdice e aproveite-a para outras receitas, pois em qualquer altura basta cozê-la para uma bela canja, pode desfiá-la para cozer acompanhando-a com um chouriço ou bacon e servir como um belo arroz no forno.


Adicionar Comentário