Dicas de poupança – Como poupar na universidade

Os anos de universidade servem não apenas como aprendizagem e instrução, mas como o primeiro e real contacto com a vida adulta,  pelo que ao nível da poupança, desde logo aprendemos a poupar na universidade.

Se formos dos menos afortunados e nos virmos obrigados a gerir de forma eficaz o dinheiro com que podemos contar para não ficarmos sem nada, não há como fugir à necessidade de desde logo aprender a poupar.

Fique de olho nas próximas dicas de poupança.

Como poupar

Muitos são os estudantes que trabalham e estudam ao mesmo tempo para poderem ter viver enquanto estão na universidade, mas mesmo aqueles que podem contar com uma mesada dos pais, terão de aprender a gerir o mês, pois esse dinheiro vai ser utilizado para várias coisas. É importante, mesmo desde logo, delinear um orçamento todos os meses com base nas despesas fixas. E só depois, então, poderá vir a diversão.

 

universidade-poupar

 

  1. No caso de muitos jovens, a realidade começa logo pela necessidade de viver longe de casa. A melhor opção é a das residências universitárias. Se for este o caso, o importante é começar quanto antes à procura de alojamento, meses inclusive, por forma a não apenas a arranjar vaga, como alojamento mais barato. Os preço irão variar conforme as universidades em questão, mas não deverão ultrapassar os 170€, dependendo se se opta por um quarto individual ou com mais alunos / colegas.
  2. Além disto, saber como poupar nos tempos de universidade passa, é claro, por comer em casa sempre que for possível, e optar pelos alimentos e produtos de marca branca. Mas, se houver a necessidade de comer fora, então a cantina da universidade é a escolha adequada (ou trazer comida de casa, claro).
  3. No que toca ao material, como livros, não há a obrigatória necessidade de os comprar novos, pelo que poderá sempre optar por comprar em segunda mão, através da Internet (em muitos casos já existem leilões), ou mesmo procurar por descontos. As bibliotecas são, aqui, grandes amigas. No entanto, poderá ter sempre a possibildiade de pedir emprestado ou trocar por outros livros que não use, por aqueles que precisa.
  4. Os tempos de universidade não são alturas para, desde logo, começar com manias de finuras. Quer isto dizer, que o melhor é mesmo optar por criar desde logo o hábito de andar de autocarro, metro ou comboio. Claro que se tiver colegas com carro, ou mesmo ser dos que tiverem carro, aproveite e partilhem despesas ou boleias.

 

“Tecno-dependentes”

A verdade é que, com ou sem necessidade de poupar, já não vivemos sem as novas tecnologias. Seja em casa ou na universidade, já quase que não sabemos como procurar informação ou viver sem Internet. Mas há que ter limites. Será mesmo necessário ter dois telemóveis? Se se está longe de casa, para quê existirem duas contas de Internet?

Hoje em dia as universidades têm Internet wireless, pelo que há que aproveitar, seja para pesquisas ou mesmo para reduzir na conta do telemóvel com o uso de chamadas grátis através de plataformas como o Skype, em que podemos sempre falar com pais e namorados.

Mas uma das melhores formas de poupar na universidade é ter sempre o cartão de estudante, e isto porque ele permite o acesso a variados descontos, em variados produtos e serviços.


Adicionar Comentário