As dimensões e as cores

A cor constrói os volumes e corrige eventuais deficiências das superfícies, sendo, também, uma boa solução para resolver alguns problemas de espaço.

Tecto baixo

É possível dar uma impressão de altura:

– com paredes sem frisos, pintadas com um único tom. As linhas verticais também poderão dar uma ajuda;

– com um pavimento e um tecto de cores claras.

Tecto alto

A altura pode ser corrigida se:

– o tecto for de uma cor sombra e, na parte superior da parede, estiver pintada uma base de abóbada no mesmo tom (escolha um verde sombra, um azul escuro, um castanho, mas nunca um preto);

– o pavimento for escuro;

– os papéis de parede e os cortinados não tiverem motivos verticais.

As cores, as superfícies, os materiais e a luz são conjugados para se obter o efeito desejado.

Divisão pequena

Faça uso dos seguintes truques:

– o pavimento deverá ser composto por uma única e grande superfície de cor clara. Evite de­masiados tapetes (que dividem o espaço);

– as paredes deverão ser claras, sem revestimentos com motivos grandes, que diminuem a superfície; utilize as mesmas técnicas para as portas;

– um grande espelho, estrategicamente colocado, aumentará, através dos reflexos, o volume do local, fazendo, também, aumentar a claridade.

Divisão estreita e comprida

Deverá jogar com duas superfícies:

– a superfície que desejar «recuar’» será pintada com um tom frio e muito claro (por exemplo, verde-água, azul claro ou branco); poderá, tam­bém, colocar um espelho numa das paredes;

a superfície que quiser «aproximar» será de um tom muito carregado ou ainda de uma cor sombra (verde escuro, azul escuro, laranja ou castanho).

Atenção!

Quando estudar a harmonia das cores, não se esqueça de determinar o espaço que as superfícies coloridas vão ocupar.


Adicionar Comentário