Um jardim com aspecto invulgar, “Canteiros elevados”

Um canteiro elevado não deve exceder 1,20 m de largura, se apenas puder ser alcançado por um único lado, ou 2,40 m, se o for por dois lados. Uma altura de 50-60 cm é adequada para a maior parte das finalidades.

Limpe e nivele o local, assegure-se de que a drenagem é boa e destrua as ervas daninhas perenes.

Construção das paredes

Para as paredes, podem utilizar-se tijolos, pedras ou ainda blocos de turfa para as plantas que se dão em solos ácidos. Implante a fiada da base firmemente no solo a uma profundidade mínima de 15 cm. As fiadas devem ser assentes com as juntas alternadas.

Cada fiada deve ficar ligeiramente reentrante em relação à inferior, de modo que as paredes fiquem inclinadas para dentro. Em alternativa, una as pedras ou os tijolos com argamassa , tornando desnecessário erguer paredes inclinadas. Comece, porém, por abrir um cabouco e assente uma fundação robusta. Deixe alguns espaços sem argamassa a fim de poder enchê-los com terra e plantas.

Também é possível construir canteiros elevados de menores dimensões com bordaduras de madeira, utilizando pranchas ou barrotes que não apodreçam. A camada de pranchas ou barrotes do fundo deve ser assente num cabouco de 5 cm de profundidade. Se Utilizar pranchas, coloque-as em cutelo e dê firmeza aos cantos com esquadrias de reforço. Se optar por barrotes, fixe ao solo a fiada do fundo com barras de reforço de 1 m e segure cada fiada à imediatamente inferior com pregos compridos .

Enchimento do canteiro

O solo deve reter a humidade e ter uma boa drenagem. Adicione 1 parte de turfa e 1 parte de areia grossa a cada 2 partes de solo, com várias mancheias de adubo para cada carrinho de mão. Encha o canteiro ate cerca de 2,5 cm do cimo. Rogue bem o solo e deixe-o assentar durante algumas semanas antes de iniciar cultivo das flores.

 


Adicionar Comentário