Tudo sobre prateleiras

As prateleiras são incrivelmente úteis e até na casa mais bem equipada há sempre espaço para mais uma. As prateleiras podem tornar-se num componente importante, ou até central, de um interior.

Considerações
O sistema de prateleiras dependerá do estado das paredes onde as pretende colocar e do que quer guardar. As paredes divisórias não serão capazes de suportar prateleiras ou cargas pesadas, a não ser que possa aparafusar os suportes às vigas de madeira. Algumas casas possuem paredes de betão, que requerem um berbequim com uma potência bastante elevada até para os trabalhos mais simples.
A estética também é Importante – os materiais imaginativos podem transformar os componentes simples numa afirmação de estilo. A maioria das prateleiras é feita de madeira, uma vez que são fáceis de cortar à medida e se encontram à venda em muitas variedades, mas o vidro e o metal também podem ser utilizados.
As prateleiras são fixadas à parede sob várias formas, incluindo suportes, ripas de madeira, entalhes e cavilhas de madeira.

Materiais para prateleiras

Os centros de bricolage vendem prateleiras já prontas a usar, numa grande variedade de comprimentos, larguras e acabamentos, e em geral cortam à medida sem qualquer adicional. As prateleiras de madeira em bruto necessitam de ser tratadas e isoladas, para evitar que fiquem ressequidas e deformem e, no caso de receberem uma pintura, terão primeiro de ser submetidas a um primário.

madeira maciça
As madeiras moles, como o pinho, são relativamente económicas e podem ser tingidas e envernizadas, ou pintadas.

madeira dura
À venda em serrações, as madeiras duras como o carvalho e a faia têm um aspecto maravilhoso, mas são mais caras e pesadas do que outros materiais para prateleiras.

madeira maciça laminada
Tiras ou blocos de madeira maciça colados entre si, para formarem uma superfície lisa adequada ao verniz ou tinta; comercialmente conhecida por madeira prensada.

Contraplacado
Finas camadas de madeira, prensadas e coladas em folhas. Bom para prateleiras, mas deve ser cortado à máquina e os bordos necessitarão de um acabamento cuidado.

Tábua laminada

Aglomerado de madeira com laminados ou folheados. Leve, apropriada e económica.

Metal
O aço inoxidável e a tela de arame são óptimos materiais para prateleiras, mas adquira-as já cortadas e acabadas pois são difíceis de trabalhar.

Vidro
Utilize vidro reforçado e adquira-o sempre num vidraceiro, previamente cortado e acabado.

Sistema de prateleiras pronto a usar

Procure prateleiras já feitas nos centros de bricolage e lojas de decoração. Existem à venda no mercado vários tipos de sistemas de prateleiras, cujos preços e complexidade são variáveis. O mais simples consiste de uma armação metálica vertical com orifícios, ou um único entalhe ao longo de todo o comprimento, nos quais são colocados
os suportes metálicos. A escolha das posições é grande e os suportes podem ser movidos de modo a se ajustarem à altura das prateleiras.

Prateleiras amovíveis

Já existe à venda no mercado uma grande variedade de prateleiras “prontas a fixar” A maioria pode ser fixada diretamente à parede através de parafusos (que em geral estão incluídos, juntamente com as buchas), pelo que apenas necessitam de um berbequim e um nível de bolha para a sua colocação.
A prateleira flutuante, uma das mais populares das variedades “prontas a fixar”, é uma estrutura em forma de caixa com uma ripa de madeira e sistema encastrável completamente escondido na estrutura, para que a prateleira “flutue” sem qualquer suporte visível. A sua fixação implica aparafusar a ripa de madeira à parede e encastrar a prateleira à ripa, pela parte inferior.

Prateleiras movíveis

Existe uma grande variedade de sistemas de prateleiras movíveis, desde os conjuntos muito económicos de madeira ou metal para garagens ou quarto de arrumações, até combinações mais elegantes que utilizam materiais de elevada qualidade.
São as ideais no caso da sua parede não ser apropriada para parafusos, ou se não souber ou puder abrir furos nela. Fáceis de retirar e tornar a montar numa posição diferente consoante a necessidade ou vontade, também podem ser utilizadas como divisórias de compartimentos. Os económicos sistemas de madeira são perfeitos para uma solução temporária de arrumação, de modo a ter tudo sob controlo enquanto planeia outro sistema mais permanente ou sofisticado, mas também podem ser melhorados com um corante ou tinta a condizer com a decoração.

Suportes
Os suportes simples são aparafusados individualmente à parede. O tamanho e número de suportes necessários dependerão do comprimento, profundidade e largura das prateleiras, bem como do peso que terão de suportar.
Procure os designs mais primorosos em aço inoxidável e contraplacado curvo. Os mais económicos são vendidos isoladamente, mas os mais dispendiosos aos pares.
São ideais para uma única prateleira – utilize suportes compridos e espessos e uma tábua de madeira à moda de um conjunto, ou vários suportes para apolar uma prateleira comprida.
Os sistemas que utilizam suportes introduzidos numa abertura de uma armação vertical, a qual ó aparafusada à parede, são flexíveis e envolvem menos furos.

Fixar prateleiras

Meça tudo
Meça o fundo, a frente e do tecto ao soalho, pois as paredes raramente são direitas. A não ser que pretenda um ajuste exacto, corte todas as prateleiras segundo a medida mais pequena.

Distribuição do peso
Para assegurar um bom suporte, ao colocar as prateleiras nos suportes certifique-se de que elas os ultrapassam o suficiente para cada um dos lados. A maioria dos suportes tem furos, aos quais é aparafusada a parte inferior da prateleira. Isto fortalece o conjunto e evita que a prateleira se desloque ou deslize.

Ao nível
Utilize sempre um nível de bolha, para que fiquem niveladas. As paredes e tectos inclinados podem fazer com que as prateleiras pareçam “desalinhadas”, mas alinhá-las com qualquer outra coisa que não seja realmente horizontal ou vertical resultará em problemas quer estruturais, quer visuais.
As prateleiras nunca são demais, pelo que deve instalar uma já hoje!

Prateleiras com suportes
A prateleira é posicionada de modo a ultrapassar os suportes em ambas as extremidades, mas deformar-se-á se os suportes ficarem demasiado afastados ou o material da prateleira não suportar o peso. O suporte deve apoiar toda a profundidade da prateleira e, para cargas pesadas, a parte do suporte que é fixa à parede tem de ter um bom apoio. Assinale a posição da prateleira na parede e calcule as posições dos suportes. Se estiver a utilizar mais de dois suportes espace-os uniforme-mente ao longo do comprimento da prateleira, medindo a partir do centro para uma maior exactidão. Encoste um suporte à parede e utilize um nível de bolha para garantir que fica direito, assinalando depois as posições dos furos. Abra os furos e aparafuse os suportes à parede. Encoste o suporte seguinte à parede, na posição previamente assinalada. Se estiver a utilizar mais de dois suportes, fixe primeiro os das extremidades. Coloque a prateleira sobre ambos os suportes, posicione sobre ela um nível de bolha e ajuste a posição do suporte até a prateleira se encontrar nivelada. Assinale a posição dos furos e fixe-a do mesmo modo que a anterior.

Prateleiras flexíveis
Para saber onde deve ser posicionada a armação, primeiro fixe uma das partes à parede, apertando apenas o parafuso do topo. Com a ajuda de um nível de bolha, assinale a posição dos restantes parafusos. Em seguida aparafuse-a completamente à parede. Introduza um suporte junto ao topo da parte da armação já fixa e outro na posição correspondente da parte ainda solta.
Mantenha-a fixa. Coloque uma prateleira sobre ambos os suportes e, utilizando um nível de bolha, mova a parte solta da armação para a posição correcta, assinale o furo do topo e em seguida fixe-a do mesmo modo que a anterior.

Prateleiras com ripas
Quando as prateleiras se estendem de uma parede à outra – como acontece nos vãos – podem ser apoiadas em ripas aparafusadas às partes laterais das paredes. A ripa é cortada mais curta do que a largura da prateleira e a extremidade frontal é chanfrada (cortada em ângulo), de modo a ficar menos visível. No caso das prateleiras largas e cargas pesadas, pode ser fornecido um apoio suplementar adicionando outra ripa na parte traseira.
Corte ripas à medida, lixe os bordos e chanfre as extremidades que ficarão à vista. Abra furos-guia, escareando os parafusos. Calcule a posição de cada prateleira e assinale a posição das ripas apenas numa parede. Começando pelo topo, fixe a primeira ripa à parede e em seguida posicione a prateleira, apoiando-a na ripa fixa e na solta que entretanto deve estar encostada à parede oposta. Assinale a posição da ripa com uma linha traçada a lápis, ou com uma sovela introduzida no furo-guia aberto.
Uma alternativa à ripa de madeira é a de alumínio com saliências. O suporte e capacidade para cargas pesadas varia, consoante o design e a forma como vai ser feita a prateleira.


4 comentários

  1. Rejane Kolodziey 9 de Junho de 2012
  2. Kleber Tostes 21 de Junho de 2012
  3. Ana Claudia Silva 25 de Julho de 2012
  4. Geny Navarrete 15 de Setembro de 2012

Adicionar Comentário