Ervas daninhas, elimine a concorrência nociva no seu jardim

As ervas daninhas prejudicam as plantas cultivadas, impedindo-as de absorver a quantidade de luz, humidade e nutrientes de que necessitam. Para além disso, acolhem e disseminam pragas e doenças. Mantenha o seu jardim limpo de ervas daninhas, procedendo ao amanho regular da terra com um sacho e uma enxada. Utilize a monda química apenas em último recurso. As ervas anuais como a urtiga e a tasneirinha, que crescem rapidamente e produzem grande quantidade de sementes, devem ser arrancadas pela raiz, à mão ou com um sacho, ou enterradas em terra revolvida antes de darem semente. Quanto às perenes, que nascem todos os anos, arranque-as pela raiz com um sacho ou mantenha os caules cortados rente ao chão durante pelo menos duas estações.

Pode, em alternativa, cultivar plantas de cobertura, como aubrécias e heras, para abafar as ervas daninhas e impedir que a luz do Sol as atinja.

Monda química

Os produtos químicos para eliminação de ervas daninhas podem ser selectivos ou não selectivos. Os primeiros destroem uma gama limitada de plantas, ao passo que os outros eliminam todas. Utilize produtos selectivos nos relvados para eliminar as ervas daninhas e não selectivos para limpar caminhos e áreas não cultivadas. Em qualquer dos casos, aplique-os seguindo rigorosamente as instruções do fabricante, pois esses produtos são tóxicos. Faça a monda química num dia sem vento para ter a certeza de que o produto não é levado para as plantas de cultivo e utilize um regador exclusivamente reservado a esse fim.

Existem três tipos de herbicidas químicos: por contacto, que se aplicam nas folhas; sistémicos, que se aplicam nas folhas e são absorvidos até às raízes; residuais, ou de pré-emergencia, que se aplicam no solo em volta das plantas de cultivo para eliminar as sementes daninhas em germinação.

ervas daninhas


Adicionar Comentário