Como deve estar orientada a habitação, quais as cores das divisões de uma casa

Quando se projecta uma habitação, é frequente não se ter em conta a sua orientação. Contudo, a incidência dos raios solares numa casa e, em última instância, o seu aquecimento, dependem da orientação que lhe for dada. É conveniente saber utilizar ao máximo os efeitos benéficos do sol, mas, também, proteger a casa do calor excessivo através de uma correcta orientação das aberturas (portas, janelas, etc). Sob o ponto de vista do conforto, também é importante que os compartimentos da casa sejam bem distribuídos. Se os ângulos que os raios solares fazem com a Terra nas diversas estações do ano forem bem aproveitados, é possível receber o sol no Inverno e eliminá-lo no Verão. Assim, a melhor orientação é a que aponta para o local onde o sol incide ao meio-dia (sul para o hemisfério norte e norte para o hemisfério sul), visto que, no Verão, recebe menos horas de calor do que no Inverno.

Como já referimos, certas cores têm uma ressonância quente e outras fria. Assim, é possível jogar com as cores, de modo a modificar o aspecto geral de uma divisão.

Divisão virada a norte

A luz muito fria estraga a harmonia. É necessário escolher cores luminosas e quentes.

Divisão virada a este

O levante proporciona uma iluminação dura. Escolha cores suaves, mas não muito frias.

Divisão virada a sul

As cores intensificadas pela luz correm o risco de cansar a vista se forem muito fortes. Com a excepção deste aspecto, todas as cores podem ser utilizadas – as persianas filtram a luminosidade.

Divisão virada a oeste

O sol poente aquece as cores. É possível tempe­rar o vermelho dominante da luz com um pouco de azul ou de cinzento, não utilizando cores frias.

A orientação da habitação

Assim, como o sol actua durante um curto período, não tem tempo de aquecer a atmosfera, pelo que as divisões da casa orienta­das para leste são menos quentes no Verão do que as que se encontram expostas a norte. Já no Inverno, são temperadas pelo sol da manhã, que quebra o ambiente frio da noite.

É conveniente que os quartos estejam virados para leste, pois, deste modo, o sol da manhã pode entrar através das janelas, iluminando toda a divisão.

As aberturas orientadas para oeste são «castigadas» pelo sol da tarde durante o Verão, recebendo a luz da pior forma, na segunda metade do dia, quando a atmosfera já está aquecida. No Inverno, o sol incide obliquamente, pelo que o frio da noite não é compensado senão depois do meio-dia.

Uma divisão exposta a norte recebe mais sol no verão que no inverno, razão pela qual este ponto cardeal não é a melhor escolha. Contudo, é uma boa opção se se pretender uma iluminação uniforme, por exemplo, para um estúdio de pintura.

Disposição das divisões segundo a orientação solar

Neste sentido, a distribuição do calor será a seguinte :

– das 7 às 9 horas – leste (verão/inverno): o sol da manhã ajuda a temperar o ambiente frio da noite;

– das 10 às 12 horas – leste (inverno): o sol actua durante pouco tempo, daí não conseguir aquecer suficientemente a atmosfera;

– das 16 às 18 horas – sul (inverno): sol muito baixo, bastante agradável, entrando em abundância nas divisões.

Duração do sol segundo as estações do ano

Trajectória do sol no solsticio de verão (sensivelmente a 21 de Junho), que corresponde ao dia mais longo do ano.

Portugal fica compreendido entre os 37 e os 42° norte (latitude) e os 7 e 10° oeste (longitude).

Trajectória do sol no solsticio de inverno (sensivelmente a 21 de Dezembro), que corresponde ao dia mais curto do ano.

Portugal fica compreendido entre os 37 e os 42° norte (longitude) e os 7 e 10° oeste (latitude).


Adicionar Comentário