Cozinhar a vapor

O peixe, os vegetais e os pudins são os alimentos mais adequados a este tipo de cozedura. O peixe retém todas as substâncias nutritivas e sabor quando cozinhado no vapor; o mesmo acontece com os vegetais, que também não perdem a sua cor e textura firme. Tanto os pudins doces como os salgados ficam mais leves e fáceis de digerir do que quando cozinhados segundo outros métodos. 

Coloque o peixe ou os vegetais directamente num recipiente com a base perfurada ou num coador de metal e encaixe-o sobre uma panela contendo uma altura de 5 cm de água a ferver. A forma de pudim é colocada no recipiente com a base perfurada ou então directamente na água, que lhe deve chegar apenas a meio.

cozinhar-a-vapor

Vegetais

Deite sal nos vegetais já preparados — 1 colher de chã para cada 500 g de vegetais. A cozedura de vegetais no vapor demorará cerca de 5 minutos mais do que em água. As alcachofras, os espargos e os brócolos podem ser cozinhados no vapor sem o recipiente próprio, colocando-os na panela com os caules na água a ferver.

Peixe

Utilize filetes ou postas finas de peixe. Coloque-os no recipiente perfurado. Deite sal e pimenta acabada de moer e tape bem. Deixe cozinhai durante 10-15 minutos.

Pudins

Os pudins levam pelo menos 2 horas a cozinhar no vapor. Junte bem a forma do pudim e depois de deitar o preparado, cubra com uma folha de papel resistente à gordura ou de alumínio untada por baixo e na qual se faz uma dobra de 2,5 cm no meio antes de a atar à volta da forma. De vez em quando, acrescente água a ferver para manter a altura da água na panela. Pode deitar umas gotas de vinagre ou sumo de limão para que a panela, se for de alumínio, não fique manchada.


Adicionar Comentário