Como tirar o maior partido dos profissionais

As histórias acerca de obras são o centro de muitas conversas, daí não ser de espantar que “ter obras em casa” seja encarado com um certo receio e ansiedade. Há coisas que poderá fazer para minimizar as consequências desse trauma.

Informe-se
É melhor se forem recomendados, de preferência por um amigo ou arquitecto, mas se tiver de tomar essa decisão sozinha procure na vizinhança se estão a ser executados trabalhos de construção, anote o estado do local (e dos próprios operários) e, se ficar bem impressionada, peça-lhes que visitem a sua casa e lhe façam um orçamento.

Os orçamentos
Os seus recém adquiridos conhecimentos de bricolage podem ajudá-la a compreender e apreciar as complexidades de um trabalho. Antes da chegada do empreiteiro, faça uma lista de tudo aquilo que tem de ser feito, juntamente com um desenho ou esboço se for caso disso. Os orçamentos podem ser baseados num preço por hora mais os materiais, ou num valor único para todo o trabalho (a maior parte das vezes não há qualquer escolha, pois os empreiteiros geralmente trabalham apenas com uma das duas hipóteses). Certifique-se de que o orçamento inclui o custo da remoção do entulho e, se possível, um custo estimado dos materiais. Especifique as cores, materiais e acabamentos exactos que serão utilizados. Obtenha sempre orçamentos por escrito, de preferência em papel timbrado, e analise-os várias vezes para ter a certeza de que tudo está incluído.

Definir uma data para o termo dos trabalhos envolve uma mistura de realismo, fantasia e pensamentos positivos. Os problemas inesperados, que vão desde a entrega tardia de uma banheira até à descoberta de achados romanos, podem abrandar o andamento dos trabalhos, pelo que deve estar preparada para ter paciência. Se aceitar a regra teórica de que qualquer trabalho de construção acaba por custar o dobro daquilo que está à espera e três vezes mais tempo do que as estimativas iniciais, não se sentirá tão aborrecida quando as coisas nem sempre correrem conforme estava planeado.

Termos de contratação
De forma a evitar aborrecimentos, discuta as formas de pagamento, os valores totais de horas e materiais, os horários de trabalho, a acessibilidade, o armazenamento do equipamento e materiais, a remoção do entulho e outras regras que pretenda impor. Estabeleça a forma de pagamento. Alguns empreiteiros pagam semanalmente aos seus trabalhadores e pode ter de lhes adiantar uma determinada quantia para os materiais – mas não pague a última parcela antes do trabalho estar acabado.
Certifique-se de que eles podem guardar os materiais e o equipamento numa zona segura e verifique se o entulho ou os materiais não estão a obstruir passeios públicos, estradas ou acessos a outras habitações. Se vive num apartamento, peça-lhes que comecem com trabalhos mais silenciosos.

Preparação
Retire tudo o que puder das áreas onde o trabalho vai ter lugar e proteja as superfícies – os soalhos são particularmente vulneráveis – com lençóis, plástico, etc. Feche à chave tudo o que for valioso (as portas de entrada e as janelas em geral ficam abertas enquanto o trabalho é executado) e retire os artigos que se possam partir, bem como as cortinas e persianas.

Segurança
Os bons operários da construção civil empregam boas medidas de segurança. Muitos deles preferem não utilizar máscaras ou capacetes de protecção, nem fixarem os escadotes, mas embora pense que isso é um problema deles e não seu, tenha cuidado!

Trabalho a decorrer
Se estiver ausente durante o dia, inspeccione cuidadosamente o trabalho diário todas as noites e anote qualquer irregularidade, ou desvios de trabalhos ou materiais específicos. Telefone para casa pelo menos uma vez ao dia (mas não exagere) e peça um relatório dos avanços conseguidos. Forneça-lhes o seu número de contacto no emprego, para que possam entrar em contacto consigo relativamente a problemas, escolha de materiais, etc. Se estiver em casa, não espreite por cima do ombro deles enquanto trabalham. Vigie-os de uma forma mais subtil levando-lhes canecas de chá e encete uma conversa amena sobre os prazeres de um bom trabalho profissional.
É raro um trabalho limitar-se à reunião inicial, havendo sempre outras para abordar problemas que surgem, ou aqueles trabalhos do tipo “já que estão aqui não podiam fazer…”. Peça um relatório diário sobre trabalhos adicionais levados a cabo.

Bom relacionamento
Está a contratar operários da construção civil porque eles são capazes de executar trabalhos que você não consegue, pelo que deve tratá-los com respeito. É surpreendente o número de pessoas aparentemente educadas que se transformam em monstros exigentes, altivos e exagerados, quando se trata de lidar com operários. É mais provável que estes executem um trabalho decente para uma pessoa que seja igualmente decente, agradável e consciente. Assim, ainda que as reclamações que tem a fazer sejam justificadas, opte por uma negociação civilizada em vez de uma discussão histérica.
A queixa mais habitual acerca de operários da construção civil relaciona-se com o facto de eles demorarem multo tempo a fazer as coisas e começarem sempre o dia com uma chávena de chá – mas quanto tempo espera para tomar a sua primeira chávena de café no escritório? O trabalho de construção é muito exigente em termos físicos, pelo que é irrealista esperar que eles estejam constantemente de trabalhar a uma velocidade máxima durante oito horas consecutivas e ainda haverá aqueles momentos em que têm de esperar que as coisas sequem ou que outros acabem o trabalho deles ou que o material seja entregue.
Não seja demasiado branda nem aceite trabalhos mal feitos. Mostre-lhes que também espera algum respeito da parte deles e que percebe de trabalhos de construção, apesar de ser uma senhora. Embora a maioria dos operários seja do sexo masculino, não desempenhe o papel da mulher indefesa nem namorisque, pois isso poderá conduzir a mal-entendidos. Em vez disso, mostre-lhes que o que pretende é um trabalho bem feito sendo firme mas justa e comportando-se de uma forma séria, mas bem-humorada.


Adicionar Comentário