Como ter uma casa segura

Preocupar-se com a segurança é uma atitude sensata, mas não há necessidade de ser paranóica. Algumas companhias de seguros insistem num certo nível de segurança, antes de venderem o seguro. Tente saber o que pretendem antes de dar início a quaisquer melhoramentos em termos de segurança, uma vez que podem exigir determinadas fechaduras.

Embora seja agradável saber que ninguém consegue entrar, lembre-se que uma vez lá dentro, com as portas trancadas e as correntes postas, não será capaz de sair com muita facilidade. Pode ser fatal ter de lidar com chaves durante um incêndio e no caso de adoecer o tempo perdido a tentar socorrê-la pode ser excessivo. Tenha o cuidado de deixar as chaves num local acessível (mas não ao alcance dos ladrões), e entregue um conjunto extra a alguém da sua confiança.

Fechaduras, ferrolhos e olhos

Os dois tipos de fechaduras mais comuns são as tubulares e as de embutir. A tubular é utilizada principalmente em portas de entrada. Uma maçaneta ou um pequeno puxador no interior faz rodar um fecho de mola, para abrir a porta. Quando a porta se fecha o fecho de mola volta à posição inicial e só pode ser aberto por fora com uma chave. Uma volta adicional da chave trancá-la-á.
O mecanismo de uma fechadura de encaixe é introduzido num buraco aberto no aro da porta e deve ser fechado e aberto com uma chave, embora algumas possam ser abertas pelo interior através de uma maçaneta ou puxador.

As tubulares não são muito complicadas, mas possuem um mecanismo bastante sofisticado e por isso é habitual chamar um serralheiro.
Colocar uma fechadura de embutir implica abrir um entalhe profundo no bordo da porta onde será colocado o “corpo da fechadura” e, em seguida, um entalhe no aro da porta para a inserção da lingueta.
É fácil substituir uma fechadura, desde que compre uma com o mesmo tamanho.
Leve a fechadura velha a um serralheiro ou centro de brícolage, para que eles lhes aconselhem uma igual. Não se esqueça que, se perdeu as chaves ou forem roubadas, só tem de substituir o mecanismo interior.
As fechaduras de tranca são aparafusadas ao aro da porta – junto às dobradiças, para as reforçar – e introduzem-se numa abertura feita na armação quando a porta é fechada. Abra um buraco na porta para aparafusar a fechadura e outro na armação da porta.

Os ferrolhos oferecem uma segurança adicional mas, como só podem ser operados pelo interior, estará a trancar-se em casa. Comprove se consegue abri-los facilmente numa situação de emergência.
As fechaduras dentadas ajustam-se ao aro da porta e são operadas através de uma chave. Terá de fazer três buracos: um para o cilindro, outro para a fechadura e um terceiro para a lingueta.
O olho mágico é muito útil. São fáceis de instalar e podem ser ajustados à espessura da porta. Abra um buraco no centro da porta, ao nível dos olhos. Introduza o cilindro pelo lado exterior e aparafuse o conjunto pelo interior.
Uma corrente é um reforço da segurança. A extremidade fixa é aparafusada ao aro e a solta encaixada numa calha aparafusada à porta. Coloque-a logo abaixo da fechadura.

Fechos para janelas

Os fechos para janelas são utilizados com o objectivo de prender a janela à armação (ou em janelas de guilhotina, para as fechar), tanto com um parafuso como com um perno. Normalmente são operados com uma chave, que é retirada depois de janelas terem sido trancadas. Alguns podem ser trancados manualmente, mas têm de ser abertos com uma chave. Muitos utilizam uma chave estandardizada, que facilmente encontrará à venda (e por isso pode ser adquirida por um ladrão), mas outros têm chaves diferentes.

As janelas actuais são fornecidas com fechos incorporados e trancas, mas para trancar janelas de madeira mais tradicionais é fácil aparafusar fechos; outras necessitarão de buracos abertos para os trincos e para a chave. As janelas de pátio são especiais, pelo que deve garantir que têm fechos adequados e aplicá-los tanto no topo como na base, para evitar que sejam abertas.

Lâmpadas e alarmes

Uma lâmpada exterior operada a partir do interior ilumina os visitantes e indica que a casa se encontra ocupada. Uma lâmpada de segurança que se acende quando alguém se aproxima iluminará entradas escuras e desencorajará intrusos. Embora relativamente económicas e fáceis de instalar, a iluminação exterior implica perfurar paredes exteriores e fazer passar por eles fios eléctricos, que necessitarão de um isolamento especial para suportarem as condições atmosféricas. Daí que este seja um trabalho para profissionais.

Os sistemas de alarme e vigilância devem ser sempre instalados por uma empresa idónea, pois são sofisticados e complicados de ligar. Existem várias versões à venda no mercado, mas necessitará do conselho de um entendido acerca da instalação e da aprovação da sua companhia de seguros no que se refere ao equipamento e sua instalação. Mais uma vez, deixe isso por conta dos entendidos.

Ligar uma lâmpada ou um rádio a um temporizador automático dará a impressão de que a sua casa se encontra ocupada. Podem ser programados para ligar e desligar várias vezes durante o dia. Contudo, a regularidade do temporizador pode fornecer pistas a um ladrão mais atento, pelo que deve utilizá-lo para períodos de ausência curtos ou, alternativamente, investir num interruptor mais sofisticado que altere os períodos de tempo ao longo da semana ou possa ser regulado ao acaso.

Alarmes de fumo

O fogo pode ser devastador, pelo que todas as casas necessitam de um detector de fumo. Existem dois tipos principais. Os fotoeléctricos detectam grandes quantidades de fumo produzido por fogos de combustão lenta. Os Iónicos são mais sensíveis a pequenas partículas de fumo, produzidas por fogos de combustão rápida. Felizmente, existem à venda detectores que combinam ambos os sistemas e, seria aconselhável optar por um deste tipo.

Os detectores operados a pilhas são fáceis de instalar. Não os instale em cozinhas ou casas de banho onde o vapor os pode fazer disparar, nem os coloque junto a superfícies aquecidas. As entradas e patamares são óptimos locais. As pilhas terão de ser substituídas anualmente e deve testar o alarme todos os meses, para ver se está a funcionar.


Adicionar Comentário