Como projectar e construir um jardim de pedras

Escolha um local parcialmente à som­bra, protegido por algumas árvores. Se houver um declive natural, aproveite-o e lembre-se, porém, de que uma encosta virada a sul ou a sudoeste é mais soa­lheira, embora o seu jardim de pedras, como também se designa um rock gar­den, provoque maior impacte se estiver de frente para a casa. Se não puder con­ciliar os dois requisitos, considere a hipótese de fazer alguns canteiros ele­vados, que talvez se adeqúem melhor às condições do terreno, satisfazendo no entanto grande parte dos objectivos pretendidos.

Num jardim de pedras é essencial uma boa drenagem. Cave a camada superior de terra até uma profundidade de cerca de 60 cm e encha parcialmente a cova com cascalho ou pedra britada. Cubra com uma camada de saibro ou pequenas pedras. Finalmente, reponha a camada superior de terra.

Como escolher as pedras. Se reside numa área em que existe pedra em abundância, utilize-a. Caso contrário, encomende, através de um centro de jardinagem, uma casa de cantaria ou uma empresa de construção, o tipo de pedra que pretende. A rocha calcária resiste à geada e fica atraente quando desgastada pela erosão. O arenito é tam­bém muito atraente, mas alguns tipos sofrem com a acção da geada.

O tufo, pedra porosa e leve, é bom para jardins de pedras, mas o seu preço é elevado.

Ao comprar as pedras, procure adqui­ri-las grandes e pequenas, que darão um aspecto mais natural ao arranjo e aju­dam a criar recessos para albergar as plantas.

Como proceder à construção. Um jardim de pedras não deve ser apenas um montículo de terra com pedras a sobressair, mas, na medida do possível, parecer um afloramento natural.

Antes de colocar as pedras, observe­is cuidadosamente. Note a direcção em que estão dispostos os estratos — as camadas naturais das pedras — e as superfícies que sofreram desgaste. Dis­ponha as pedras com os estratos seguindo a mesma direcção (normal­mente horizontal) c com as faces des­gastadas à vista.

Coloque o material de base de modo a formar um pequeno planalto, cujos limites irão definir o contorno do jar­dim de pedras. Comece com uma pedra triangular grande, assentando-a com um vértice para fora no centro da frente da base. Abra uma cova com cerca dc metade da profundidade da pedra e com um ligeiro declive para trás. Num rock garden. todas as pedras grandes devem ser colocadas com esta inclina­ção para trás para que a água das chu­vas seja levada para o centro e drenada, em vez de escorrer pela sua superfície.

Assente a terra à volta da pedra cen­tral. Depois, partindo dela, coloque outras pedras seguindo a linha de con­torno da base e certificando-se de que estão bem firmes no solo. Em seguida, preencha os intervalos com uma mis­tura de 2 partes de pedras pequenas ou xisto partido e 1 parte dc terra arenosa.

Fiquem no enfiamento dos intervalos entre as pedras da primeira fiada; esta disposição alternada tem por objectivo impedir que a terra seja arrastada pela água. Trabalhe novamente do centro para irás. Preencha os intervalos com a mistura de pedras e terra. Junte outras fiadas de pedras e de aterro alé que o rock garetea tenha a altura pretendida.

Como plantar : Deixe passar algumas semanas antes de começar a PLANTAR. As plantas alpinas obtidas em vaso podem ser plantadas em qualquer época do ano, excepto quando o chão estiver gelado ou coberto pela neve. As urzes e os arbustos com pouca raiz, como as coníferas-anãs, devem ser plan­tados durante o Outono. Use o áster e a lobélia para a zona sombria do seu jar­dim de pedras e grupos de alissos, prí­mulas e saxífragas à frente.

Quando plantar, certifique-se de que os intervalos entre as pedras e todos os recessos estão bem cheios com a mis­tura de terra, a fim de reduzir ao mínimo os efeitos da erosão. Por cima espalhe uma camada de saibro miúdo, que contribuirá para impedir o desen­volvimento de ervas daninhas. Na Pri­mavera, observe as plantas para se certi­ficar de que não se soltaram durante o Inverno. Não deixe que no Outono as folhas mortas fiquem caídas no seu jar­dim de pedras.


2 comentários

  1. Leitao Branquinha Amaro 7 de Janeiro de 2013
  2. Castro Jose 16 de Janeiro de 2013

Adicionar Comentário