Como fazer a manutenção de lâmpadas fluorescentes

A utilização de lâmpadas fluorescentes constitui uma maneira eficiente e económica de iluminação. A duração destas lâmpadas varia entre 5000 e 7000 horas de luz — cerca de sete vezes mais do que uma lâmpada incandescente. Além disso, uma lâmpada fluorescente de 40 W emite um fluxo luminoso cerca de três vezes mais intenso que o de uma lâmpada incandescente dos mesmos 40 W.

Existem lâmpadas fluorescentes com vários tons. As mais correntes são designadas por luz do dia (branco-azulado, com a sensação de luz fria), branca (aparência esbranquiçada, pobre em tons azuis e vermelhos) e branca quente (branco-rosado, semelhante às lâmpadas incandescentes). Com as lâmpadas fluorescentes usam-se por vezes difusores para as esconder e reflectores para irradiar a luz na direcção mais conveniente.

Montagem

Uma lâmpada fluorescente convencional necessita de um cabo condutor com fio de ligação à terra, pois a base, designada por armadura, é de metal, pelo que deve ser ligada à terra. Desligue o interruptor geral do quadro e retire do tecto a instalação existente. Retire a lâmpada e os acessórios da embalagem e proceda à montagem de acordo com as instruções que normalmente acompanham o conjunto. De um modo geral, o processo é o seguinte: puxe os fios condutores que saem do tecto e introduza-os através da chapa metálica da armadura. Fixe esta ao tecto com buchas e parafusos, que frequentemente vêm com a armadura. Após ter colocado a armadura, ligue os fios condutores do cabo ao bloco de terminais seguindo o esquema eléctrico simplificado que acompanha o conjunto. Coloque a tampa da armadura e monte a lâmpada nos suportes, fazendo deslizar os terminais da lâmpada (pequenos espigões existentes nos topos do tubo) nas ranhuras dos suportes e rodando o tubo para o fixar na posição devida.

Problemas possíveis

Antes de verificar as lâmpadas, desligue a electricidade no interruptor geral do quadro. Se um tubo não acender, certifique-se de que os terminais estão colocados correctamente nas ranhuras e que estão a fazer bom contacto. Verifique também o arrancador, uma pequena peça cilíndrica que faz acender o gás existente no tubo; retire-o e coloque um novo. Se mesmo assim a lâmpada não acender, substitua-a. Se a luz de uma lâmpada fluorescente se apresentar fraca e a tremer ligeiramente, é porque a lâmpada provavelmente está gasta. Substitua-a por uma nova. Se ao ligar uma lâmpada a luz tremular, mas a lâmpada não ficar acesa, o problema deverá residir no arrancador: substitua-o.

 


One Response

  1. Rosy X Rubinaldo 18 de Abril de 2013

Adicionar Comentário