Como escolher os melhores materiais para a sua bricolage

Encontrar, escolher e utilizar os materiais correctos é essencial para que um trabalho de bricolage seja bem sucedido.

 

Como e onde utilizar Madeira

 

A madeira é um material macio ao tacto e fácil de usar, desde que se cinja a linhas direitas. A madeira maciça é vendida apenas cortada (em bruto), ou aplainada (macia). A aplainada adequa-se melhor a trabalhos de interior; fornece um aspecto mais bonito e liberta-a das lascas. As tiras mais pequenas podem ser utilizadas para fins decorativos e de reforço, tais como prateleiras ou molduras de portas. Pedaços mais rijos e grossos são utilizados em estruturas, ou em paredes interiores e os mais largos em rodapés, sanefas, prateleiras e soalho.

A maior parte da madeira vendida para trabalhos de construção civil é madeira branca. Provém de florestas de árvores coníferas e, por isso, não se deve sentir culpada por a usar. Possui um grão aberto e pode ser pintada, mas também tem um óptimo aspecto quando envernizada, encerada ou tingida.

 

As madeiras duras são mais dispendiosas e possuem grãos mais densos. São utilizadas em bancadas, peças de mobiliário e prateleiras. Os folheados são folhas finas de madeira coladas a uma base mais espessa (madeira maciça ou aglomerados). São práticos em prateleiras ou portas de armários.

As madeiras manufacturadas também são feitas de madeira reconstituída que foi cortada, prensada e novamente colada. São vendidas sob várias formas, incluindo contraplacado, placas de densidade média, aglomerado de madeira e tábua de madeira laminada. O contraplacado e as placas de densidade média possuem um acabamento suave, apropriado para ser pintado, e são utilizadas na colocação de painéis e revestimentos; as placas podem ainda ser utilizadas em portas e peças de mobiliário. O aglomerado de madeira tem um acabamento suave mas é muito poroso, sendo por isso mais utilizado como uma base leve para prateleiras, bancadas e soalho. Todas elas se encontram à venda em diversas espessuras e tamanhos.

 

Metal

 

Os principiantes utilizarão o metal em forma de tubos para cortinas de casa de banho e varões de roupeiros, e talvez até alguns tubos de cobre para trabalhos de canalização simples. Placas de aço inoxidável e zinco podem ser utilizadas nas bancadas ou salpicadores, mas são difíceis de cortar e por isso devem ser utilizadas em trabalho rectos.

 

Plástico

 

Os tubos para canalização (dos lava-loiças, máquinas de lavar roupa e sifões), são de plástico e fáceis de montar, sem necessidade de colas ou calor. As calhas plásticas são utilizadas para esconder cabos eléctricos e os separadores de plástico são utilizados na azulejaria. As lâminas de plástico substituem as de vidro, nas divisórias de chuveiro, molduras para fotografias e outros locais onde o vidro seria demasiado pesado ou constituiria um perigo em termos de segurança. As lâminas acrílicas, mais espessas, não são um material adequado a amadores e por isso deve adquiri-las já cortadas e acabadas.

 

Vidro

 

O vidro é um material maravilhoso, mas também pode ser bastante perigoso. É aconselhável comprá-lo já cortado à medida que pretende. Para além de ser utilizado em janelas, portas e molduras de fotografias, o vidro também é frequentemente usado em prateleiras e divisórias de duche. Estas terão de ser em vidro espesso e, por isso, convém que as adquira já cortadas.

Actualmente existe à venda uma ampla variedade de vidro, cada vez mais utilizado em interiores modernos. O vidro armado é simultaneamente elegante e sensível e possuí um aspecto muito arquitectural. O vidro martelado é muito utilizado; filtra a luz e fornece privacidade. Os tijolos de vidro (como os utilizados nas casas Modernistas dos anos 1920 e 1930) voltaram a ser muito populares e encontram-se à venda em vários acabamentos e cores. São muito fáceis de utilizar e, com jeito, podem fornecer um aspecto espantoso. O vidro espelhado é vendido em placas já acabadas de vários tamanhos, com furos para serem presas a uma parede ou porta (ou até um tecto).


Adicionar Comentário