Como funcionam as canalizações e algumas reparações básicas

Conheça o modo de funcionamento do seu sistema de canalizações para poder resolver qualquer problema com rapidez e eficácia.

Localize a torneira geral de segurança, que lhe permite interromper o fornecimento geral de água se tal for necessário — por exemplo, quando tiver de substituir a anilha de uma torneira.

A torneira geral de segurança encontra-se habitualmente dentro de casa, em geral perto do contador. Verifique se a torneira geral roda bem e ensine a todos os ocupantes da casa a maneira de fechá-la, para que os prejuízos sejam reduzidos em caso de ruptura de um cano dentro de casa.

Ligações de canos

Existem três tipos comuns: de compressão, capilar pré-soldada e de encaixe. Vendem-se nas lojas da especialidade em várias configurações — por exemplo, uniões em T, direitas e em cotovelo. Todas as uniões exigem que os canos sejam rigorosamente cortados à esquadria nas extremidades com um serrote. Remova as rebarbas ou irregularidades com uma lima fina e afague com esmeril.

Uniões de compressão

A união faz-se por meio de uma peça de ligação, porcas de união que se roscam nela e anéis de compressão que se ajustam entre as porcas e a peça de ligação.

Ligações capilares pré-soldadas

As mangas de união do tipo anel integrado possuem já anéis de solda colocados no seu interior. Utilize palha-d’aço para limpar a extremidade cortada do cano por dentro e por fora. Empurre o cano bem para dentro da manga de união.

Coloque material à prova de fogo, como, por exemplo, fibra de vidro, entre a área de reparação e quaisquer objectos de madeira; em seguida, aplique um maçarico até que apareça um anel de solda na extremidade da manga. Limpe o excesso de solda enquanto esta ainda estiver quente. Deixe um filete em volta do exterior da manga. Repita a operação na outra extremidade. Deixe a manga arrefecer antes de fazer qualquer outro trabalho.

Ao fazer uma soldadura perto de outra união soldada, aplique um trapo molhado em volta desta para evitar que o calor da soldadura a afecte.

União de encaixe

Esta união faz-se utilizando um acessório que integra uma mola. Prepare o cano como para uma união de compressão e em seguida empurre-o com firmeza para dentro do acessório. A mola permitirá que o cano entre, mas não deixará que saia. Para desfazer a união, será necessário quebrar a mola e, mais tarde, substituí-la por outra.

Problemas vulgares Torneira que pinga. Provavelmente, indica que é necessário proceder à mudança de vedante.

Aparecimento de água junto da sanita

Quando surge uma situação deste género, é preferível chamar um canalizador, pois a reparação é, em geral, complicada.

Sanita entupida

Enquanto não conseguir desentupir a sanita, não puxe o autoclismo. Compre um desentupidor grande de sucção numa loja da especialidade e accione-o na base da sanita. A pressão de água acumulada deste modo ê muitas vezes suficiente para eliminar a obstrução. Se tal não acontecer, talvez o esgoto exterior esteja entupido.

Se a caixa estiver limpa, utilize uma «bicha» de canalizador ou uma vara flexível para esgotos e enfie-a pela sanita para soltar a obstrução. Em seguida, puxe o autoclismo.

Tubo de descarga a correr

Quando a água de um tubo de descarga de um depósito ou de um autoclismo está sempre a correr, é sinal de que existe uma avaria. Esta estará quase de certeza relacionada com uma bóia defeituosa

Derrame de um cano de esgoto

Num lava-loiça, a água que pingue da parte inferior pode ter origem na falta de vedante sob o ralo do lava-loiça. Desmonte o cano de esgoto sob o lava-loiça e levante o ralo. Retire o vedante velho, aplique um fino círculo de vedante de mastique para loiça sanitária e assente nele o ralo. Volte a montar o cano de esgoto. Talvez precise de uma grande chave de porcas ou chave inglesa para voltar a apertar o conjunto.

Se houver fugas nas juntas de canos de esgoto de plástico, basta apertar à mão as porcas de fixação para obter uma boa vedação. O aperto com chave pode danificar os elementos roscados.

Fuga de um depósito

Os depósitos mais antigos são feitos de aço galvanizado. Ao menor sinal de ferrugem e de gotejamento através do metal, mande substituir o depósito por um de fibrocimento ou de polietileno.

 


2 comentários

  1. ecl 8 de Setembro de 2010
  2. ecl 8 de Setembro de 2010

Adicionar Comentário